CPTM vai licitar reformas nas estações em SP


Processo de licitação começa pelas linhas E e F de trem urbano, que atendem à região leste da Grande São Paulo. A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) já começou o processo de licitação dos projetos básicos para modernização funcional e atendimento à exigências para facilitar o acesso das estações Estudantes, Mogi das Cruzes, Brás Cubas, Jundiapeba, Suzano, Calmon Viana, Poá, Ferraz de Vasconcelos e Gianetti, todas na linha E (Luz-Estudantes), além de intervenções no trecho Calmon Viana e Suzano. Os editais e as informações sobre todo o processo estarão à disposição já na próxima semana.

O pacote faz parte do programa de extensão do Expresso Leste até Suzano e melhorias do sistema até Mogi das Cruzes, no período de 2004 a 2007, conforme disponibilidade de recursos. Até o primeiro semestre de 2005, os projetos básicos das estações devem estar concluídos. Depois, seguem os processos para contratação dos projetos executivos e das obras. O projeto básico determina o tipo de intervenção, os custos, o método construtivo e como inseri-lo sem interromper a circulação. Essas estações atenderão a todos os requisitos de acessibilidade e funcionalidade exigidos no novo modelo de transporte que a CPTM vem implantando. Para o primeiro semestre de 2005 está previsto o início da reconstrução das estações Suzano, Ferraz de Vasconcelos e a adaptação da Estação Poá.

Reforma total

A extensão do Expresso Leste de Guaianazes até Suzano tem um orçamento estimado em R$ 315 milhões no PPA (Plano Plurianual) e inclui intervenções em via permanente, sinalização, energia, aquisição de novos trens, remodelação e construção de estações. A verba para contratação dos projetos básicos das estações (reforma dos trens e a modernização do sistema) foi assegurada por emenda do Orçamento Estadual de 2004, de acordo com a CPTM. De 1995 a 2003, o governo do estado de São Paulo investiu US$ 1,5 bilhão em projetos para o transporte ferroviário, entre eles o Projeto Integração Centro, que beneficiará também os usuários da zona leste. Parte desses recursos foi contraído no sistema financeiro internacional, entre outros, destinados a variados programas da empresa.

Para tocar seus novos planos, a CPTM vem buscando novas formas de obtenção de dinheiro, a exemplo dos já solicitados à Caixa Econômica Federal por meio de fundos recebíveis, bem como o repasse da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), um fundo do governo federal voltado ao transporte, pleiteados desde o ano passado. No BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), a CPTM assegurou, desde o ano passado, recursos da ordem de R$ 30,34 milhões, para recapacitação dos sistemas de energia, sinalização e telecomunicação das linhas E e F.

Novos trens

A frota das linhas E e F receberá o reforço de mais 21 trens das séries 1.400, 1.600 e 4.400, que estavam inutilizados e voltarão a circular totalmente modernizados, nos próximos 18 meses. Além desse reforço, 49 trens das linhas E e F das séries 1.400, 1.600 e 5.500 passarão por revitalização, a exemplo de troca de piso, novos bancos, portas e pintura. Os trabalhos começam no segundo semestre desse ano com prazo de um ano e meio para serem concluídos.

Os trens da série 4.400, que compõem cerca de 80% da frota entre Guaianazes e Estudantes, têm um dos melhores índices de confiabilidade (número de falhas por quilômetro rodado) do sistema. O investimento previsto para a reforma de trens na CPTM em 2004 é de R$ 14 milhões. Até 2008, devem ser gastos R$ 218 milhões.

A linha F (Brás-Calmon Viana) terá três novas estações: Jardim Helena, Jardim Romano e Penha, além da modernização de outras sete e a reconstrução de Ermelino Matarazzo. O projeto básico para a nova estação Jardim Helena já começou e das demais estações, a Jardim Romano (nova) e Ermelino Matarazzo (reconstrução) entram em processo de licitação.

Serão encaminhados para licitação no primeiro semestre de 2004, os projetos básicos das estações São Miguel Paulista, Itaim Paulista, Estação Penha (nova), Engenheiro Goulart, Itaquaquecetuba, Aracaré e Engenheiro Manoel Feio.
kicker: Orçamento do Expresso Leste em 2004 atinge cerca de R$ 315 milhões


26/02/2004

Fonte: Gazeta do Brasil

 

Curso Licitações

19/12/2018

Prefeitura de Joinville quer 88 meses para fazer licitação do transporte coletivo

Em recurso na ação da licitação do transporte coletivo, a Prefeitura d...

18/12/2018

Avança a licitação para reforma do parque de cães, na Praça do Sesc

A Praça do Sesc (Praça Caio Ribeiro Moraes e Silva), no bairro Apareci...

18/12/2018

Legislativo andreense reabre licitação para controle de acesso

A Câmara de Santo André oficializou a retomada de licitação que tem co...

17/12/2018

Licitação para a implantação do teleférico de Juazeiro deve ocorrer neste mês

O turismo religioso que movimenta também a economia da Região do Carir...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita