Licitação do Banco do Nordeste empolga o mercado publicitário


Fortaleza, 15 de Agosto de 2003 - O mercado publicitário do Ceará anda agitado com a possibilidade de abocanhar uma das mais cobiçadas contas da Região: a do Banco do Nordeste (BNB), com sede em Fortaleza. A licitação atraiu nada menos de 25 propostas, envolvendo de estados como São Paulo, Bahia, Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. "O Nordeste, diferente de outras regiões, não tem grandes anunciantes na iniciativa privada e o setor público acaba sendo um filão interessante", observa o presidente do Sindicato das Agências de Propaganda do Ceará (Sindapro), Eduardo Brígido Monteiro Neto, o Duda Brígido.

No Rio Grande do Sul, por exemplo, 35 agências participaram da licitação especial do governo do Estado para a contratação de serviços publicitários. "A questão hoje é que mesmo os governos locais estão com verbas pequenas e, quando aparecem oportunidades assim, muitas empresas se habilitam", observa Duda Brígido.

Orçamento de R$ 18 milhões

A última licitação do BNB foi em março de 2000, com cinco agências participantes - todas do Nordeste - e verba anual estabelecida em torno R$ 6 milhões. A nova proposta envolve mais uma vez duas empresas, mas orçamento maior: R$ 18 milhões por ano. Pelo histórico da instituição, no entanto, a estimativa pode superar esse valor. No ano passado, os gastos incluindo também a promoção de eventos ficaram próximos aos R$ 27 milhões.

Além disso, a nova diretoria do BNB tem planos de repocionamento da instituição na área comercial e de reforço às ações na área do Crediamigo, o que vai exigir maior fôlego financeiro para a estratégia de expansão. O microcrédito, aparece como principal desafio dos candidatos, com proposta técnica que inclui a campanha do Crediamigo.

A conta BNB vem sendo conduzida pela Idéia 3, cujo contrato venceu em maio, mas foi renovado em caráter temporário, até novembro, "ou no momento em que o banco adecidir pela nova agência". Por isso, mesmo com a sinalização do BNB de anunciar a decisão "para o final do ano", a expectativa do mercado antecede esse prazo. O presidente do Sindapro, Duda Brígido, sócio da EBM Novo Tempo, um dos concorrentes, acredita que não ultrapasse os 45 dias. O empresário se baseia em concorrências do governo federal.

Processo de licitação

O processo de licitação do BNB envolve contrato de 12 meses, prorrogáveis por mais 3 anos e os documentos de habilitação dos concorrentes começaram a ser analisados no início desta semana.
As agências habilitadas deverão estar mencionadas no Diário Oficial da União de segunda-feira. As empresas não-habilitadas terão cinco dias úteis para recorrer da decisão. Após essa etapa, serão analisadas propostas técnicas. O presidente do Sindapro, Duda Brígido, diz que o movimento anual das agências cearenses chega a até R$ 120 milhões/ano.


15/08/2003

Fonte: Gazeta do Brasil-Adriana Thomasi

 

Avisos Licitações

20/04/2019

Fundação Cultural de Uberaba divulga edital para contratação de artistas

A Fundação Cultural de Uberaba (FCU) publicou no Porta-Voz d...

20/04/2019

Contratações públicas devem se pautar pela inovação, dizem advogados

É preciso pensar as contratações na área pública dentro da l...

20/04/2019

Cuiabá terá dois novos terminais de ônibus e estação na rodoviária; veja locais

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) revelou ...

19/04/2019

UFJF abre licitação para instalação de cantina no Jardim Botânico

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) abriu uma lici...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita