Apenas uma empresa apresentou proposta para licitação da dragagem


Licitação - Apenas uma empresa, a Dredging International, apresentou proposta para o processo de licitação da dragagem dos portos de Paranaguá e Antonina, segundo informações da Agência de Notícias do Estado do Paraná. A proposta, no entanto, não estava adequada ao edital que rege a concorrência, o que levou ao adiamento do processo.
Adiada - A Comissão Especial de Licitação determinou novo prazo, até as 18 horas do dia 13 de fevereiro, para a apresentação de propostas. O processo é a primeira licitação internacional para dragagem do Brasil e prevê a retirada de quase 17 milhões de metros cúbicos do Canal da Galheta e dos portos de Paranaguá e Antonina. A obra será de cinco anos e está orçada em R$ 108,6 milhões.
Eólico - O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 94,9 milhões para a empresa Eco Energy Beberibe implantar o Parque Eólico de Beberibe, no Ceará, com potência instalada de 25,6 megawatts (MW). O financiamento do BNDES, que ocorre no âmbito do programa de incentivo a fontes renováveis, corresponde a 67% do investimento total do projeto, de R$ 140,9 milhões, segundo nota divulgada hoje pelo banco.
PAC - De acordo com a nota, o empreendimento da Eco Energy está incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e faz parte do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia (Proinfa). Conforme as regras do Proinfa e segundo o BNDES, o investimento é garantido por Contrato de Compra e Venda de Energia Elétrica (CCVE) com a Eletrobrás com prazo de 20 anos de vigência.
Projeto - Segundo explica a nota do banco, o projeto consiste na construção de um parque de geração de energia elétrica por fonte eólica. A usina será interligada ao sistema elétrico de distribuição local da Companhia Energética do Ceará (Coelce). A Eco Energy Beberibe Ltda é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), constituída para desenvolver e operar o projeto Beberibe. A expectativa é que durante a construção do parque eólico deverão ser criados 400 empregos diretos e indiretos.
Investimento - A Eucatex, produtora de chapas de fibras de madeira e painéis MDP, vai investir R$ 130 milhões para construir uma nova fábrica de chapas T-HDF (Thin High Density Fiberboard) em Salto, interior de São Paulo. A nova fábrica integra-se à unidade que a Eucatex já possui em Salto, onde funcionam duas linhas de produção de chapas duras (hardboard) e boa parte de sua infra-estrutura, como as linhas de acabamento, o que permitirá agregar valor às chapas e aumentar a sinergia entre as áreas. Além das chapas de madeira, a Eucatex tem atuação nos segmentos de tintas, pisos laminados, perfis, telhas e substratos agrícolas.


30/01/2008

Fonte: A Gazeta

 

Curso Licitações

01/01/2024

Cursos On Line AO VIVO - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso On Line Ao Vivo da Nova Lei de Licitação e...

29/01/2024

Curso On Line - Ao Vivo de Formação de Analista de Licitação e Contratação Pública

O Curso de formação Analista de Licitação ONLINE A...

15/01/2024

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública - Florianópolis/SC

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

01/03/2024

Prefeitura obtém orientação da CBB e abrirá nova licitação para trocar piso do Moringão

Após conseguir obter uma normativa técnica expedid...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita