Empresas de ônibus de Nova Iguaçu não podem circular sem licitação


Rio - As empresas de ônibus que tiveram autorização para circular em Nova Iguaçu (na Baixada Fluminense) sem terem participado de licitação deverão suspender suas atividades. O procurador-geral de Justiça Antônio Vicente da Costa Júnior obteve liminar do Órgão Especial do Tribunal de Justiça, em Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), suspendendo os efeitos da Lei Municipal nº 2.958/98, de Nova Iguaçu, que manteve pelo prazo de 15 anos (prorrogáveis por mais 15), as permissões e autorizações concedidas às empresas de ônibus sem a realização de concorrência pública.

O arranjo afrontaria os artigos 37, XXI, e 175 da Constituição Federal e aos ditames das Leis nº 8.666/93 e 8.987/95. A prefeitura de Nova Iguaçu e as 14 empresas de ônibus que exploram o serviço respondem ainda a uma ação civil pública proposta pelo promotor Rogério Pacheco, da 2ª Promotoria de Proteção aos Interesses Difusos e Direitos Coletivos do 11º Centro Regional (Baixada Fluminense). O promotor pede para que a prefeitura inicie o processo licitatório para todas as linhas municipais.


24/10/2003

Fonte: Gazeta Mercantil

 

Curso Licitações

17/02/2019

São Vicente pode ter sistema misto de transporte

A Cooperlotação, atual responsável pelo transporte público de São Vice...

15/02/2019

Prefeitura retoma obras e UPA Norte I deverá ser entregue em até 12 meses

A Prefeitura de Belo Horizonte abriu licitação para finalizar a implan...

16/02/2019

Codiub faz licitação para rotativo que será oferecido a outras cidades

Codiub vai abrir licitação para contratar empresa especializada em ges...

16/02/2019

Serviços de limpeza custarão até R$ 11 mi

A Prefeitura de Jaú abriu ontem a licitação para contratar a empresa r...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita