Governo municipal investe na reforma e construção de unidades escolares


Quando se fala em Escola Feliz a primeira coisa que vem à mente é o sorriso sincero e inocente das crianças, que é o que deixa qualquer dificuldade menos pesada. Isso nós temos em todas as nossas escolas e Cmeis da Rede Municipal de Cascavel, mas há ainda dois fatores bastante importantes que têm feito a gestão do prefeito Paranhos trabalhar obstinadamente para construir dia a dia, a valorização do profissional da Educação e a melhora da estrutura das unidades educacionais do município. Hoje vamos falar deste segundo fator!

Ainda há muito a ser feito quando o assunto são obras, reformas e construções, mas há também muito o que se comemorar diante dos avanços significativos no campo da Infraestrutura da Educação Municipal. De janeiro de 2017 até hoje já foram iniciadas e concluídas mais de 30 obras, totalizando R$ 6.671.164,01 de serviços já terminados. Muitas destas obras, apesar de pequenas, puseram fim a um antigo problema em nossas unidades, que era a falta de ligação à Rede de Esgoto. Atualmente só não está ligada à rede a unidade por onde o serviço ainda não passa.

Outro grande avanço foi a retomada de obras que há tempo estavam paradas e já haviam se tornado verdadeiras novelas para suas respectivas comunidades escolares. Dos casos que já foram concluídos é possível citar a quadra da Escola Aloys João Mann e o ginásio da Escola Manoel Pompeu, o aumento da carga elétrica para possibilitar finalmente a instalação dos aparelhos de ar condicionado há tempos guardados nas Escolas Michalina Sochodolak e Arthur Sartori, e reformas esperadas já há bastante tempo pelas comunidades de escolas e Cmeis de estrutura mais antiga.

Isso tudo sem citar os casos de obras retomadas que atualmente estão em execução. São seis obras que estão em andamento neste momento, duas construções e quatro importantes reformas, num total de R$ 11.403.084,01 em obras em andamento. O remanescente de reforma e ampliação das Escolas José Henrique Teixeira e Ita Sampaio, que depois de abandonadas em meio à execução, foram retomas e devem ser entregues às suas comunidades ainda este ano. Há também duas reformas esperadas por alunos pais e professores nas escolas Irene Rickli e Maria Fumiko e ainda estão em andamento as construções das Escolas Municipais Ademir Correia Barbosa e a Escola do Campo Arthur Oscar Mombach, de Sede Alvorada.

Mais investimentos ainda este ano
Os trabalhos no Setor de Infraestrutura não param e outros 13 projetos já estão em trâmite licitatório e devem ser iniciadas ainda este ano. Somados, estes serviços chegam ao valor máximo de contratação de R$ 18.345.297,00. Da lista de reformas que estão em trâmite para licitação estão as reformas das instalações sanitárias da Escola do Campo José Bonifácio, com valor máximo para a licitação de R$ 324.513,61, a 1ª fase da reforma geral da Escola Municipal Florêncio Carlos de Araújo Neto, do Guarujá, que somente nesta etapa terá valor máximo de contratação de R$ 1.082.182,48, priorizando a parte elétrica, acessibilidade e a reconstrução da cobertura de três blocos.

Também contemplará a demolição e reconstrução do muro dos fundos da Escola Atílio Destro, que foi danificado pelo grande volume de chuvas do início do ano, a manutenção no Cmei Selony Bueno, também com intervenções no muro, manutenções nas escolas do campo Arthur Mombach, Carlos de Carvalho, José Silvério e Tereza Périco, em convênio com a Fundepar, e a reforma da Escola Municipal Luis Carlos Ruaro, que adequará os ambientes para o atendimento à Educação Infantil, com valor máximo de R$ 879.940,77.

Construções
Também estão em trâmite para a licitação a construção de dois Centros de Educação Infantil e a tão sonhada construção da nova Escola Municipal Gladis Maria Tibola. Um dos Cmeis já foi licitado e deve ser iniciado em breve. É o Cmei do Bairro 14 de Novembro, que obteve um desconto de 30% no certame. O segundo Cmei será construído na região do Residencial Terra Nova e tem por valor máximo para a licitação R$ 3.392.767,69. Cada Cmei terá capacidade para atender 188 crianças.

Já a construção da Escola Municipal Gladis Tibola também está no Departamento de Compras para a licitação, com valor inicial de R$ 8.482.229,94. Trata-se de uma obra ampla e moderna, que prevê toda a estrutura adequada para atender os alunos e ainda o reaproveitamento da energia solar e da água.

A escola será construída em uma área de 3.415,59 metros quadrados, com sete salas de aula e mais quatro salas de pré-escola com banheiros anexos, salas de múltiplo uso, biblioteca, laboratório de informática, depósito de materiais de limpeza, instalações sanitárias acessíveis, auditórios para 166 lugares e área administrativa, além do bloco específico para refeitório, com capacidade para 223 crianças. A escola também atenderá integralmente a legislação vigente do Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária, além de todos os preceitos da acessibilidade universal.


13/09/2018

Fonte: CGN Cascavel

 

Avisos Licitações

25/09/2018

Prefeitura conclui licitação de reforma da Praça da Matriz

A Prefeitura de Pederneiras (26 quilômetros de Bauru) realizou no iníc...

24/09/2018

PMJP abre licitação para construção de ginásio poliesportivo na Praça da Paz

Os moradores do bairro dos Bancários vão ganhar um novo espaço de laze...

24/09/2018

Licitação dos transportes em Natal fica para depois da eleição

O projeto de licitação dos transportes em Natal, proposto inicialmente...

24/09/2018

Licitações injetam R$ 6 milhões na economia de Umuarama

Quase metade dos processos licitatórios realizados pela Prefeitura de ...