FMI avalia proposta de PPPs


A proposta do governo de retirar parte dos investimentos públicos do cálculo do superávit primário recebeu ontem o apoio da diretora do Departamento Fiscal do Fundo Monetário Internacional (FMI), Teresa Ter-Minassian. 'É possível o Brasil ampliar os investimentos públicos em infra-estrutura sem colocar em risco a credibilidade da política fiscal', afirmou. Ela lidera uma missão técnica do FMI encarregada de analisar a proposta de Parcerias Público-privadas (PPPs). A comitiva visitou o Ministério do Planejamento, mas a discussão centrou-se na alteração da fórmula do superávit primário. Mesmo que o Executivo ou empresas estatais tenham recursos disponíveis para investir na construção de estradas, por exemplo, não podem usá-los para não prejudicar o resultado primário do setor público, porque o item é usado como parâmetro de acompanhamento do acordo firmado entre o governo brasileiro e o FMI. Apesar da disposição política de Teresa, uma norma que flexibilize as regras para estimular os investimentos públicos ainda vai levar algum tempo para ficar pronta, disse.


23/07/2004

Fonte: Correio do Povo

 

Avisos Licitações

07/02/2023

Loteria Mineira publica edital de licitação para concessão da exploração de jogos

Foi publicado no Diário Oficial do Estado desta te...

06/02/2023

Prodest começa licitação para expandir ações de Service Desk nos órgãos estaduais

O Instituto de Tecnologia da Informação e Comunica...

06/02/2023

Prefeitura abre licitação por área de 1,7 mil metros quadrados no Parque dos Poderes

No dia 06 de março de 2023, às 9h, a Prefeitura Mu...

06/02/2023

Aberta licitação para construção de novos fóruns digitais

Foi publicada no Diário da Justiça, a abertura da ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita