Estado economiza 30% com pregão


O Amazonas vem economizando em média 30,48% nas compras governamentais efetuadas por meio de pregão eletrônico, modalidade de licitação realizada via rede mundial de computadores implantada na rede de órgãos públicos em maio. Ao todo, foram feitos 13 pregões para a aquisição de produtos e serviços. O barateamento dos preços, em alguns casos, chegou a 37,39% em relação a menor proposta apresentada antes dos leilões, quando a média nacional, de acordo com o Banco do Brasil, é de 28%.
Parte do projeto de modernização da gestão pública coordenado pela Seplan (Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico) e Sead (Secretaria de Estado de Administração), é feita pelo sistema de pregão eletrônico, caracterizado pela eficácia, segurança e transparência.
Prevista em lei pelo decreto 24.818/2005, as licitações via internet tem como meta agregar valor às compras governamentais, com a simplificação de processos, estímulo à competição entre os fornecedores, obtenção de melhores preços e maior controle de despesas dos órgãos públicos.
O programa de pregão eletrônico adotado pelo Amazonas foi desenvolvido pelo Banco do Brasil e cedido, sem ônus, ao governo do Estado. Para pôr o sistema em funcionamento, 25 servidores, entre pregoeiros e equipe de apoio da CGL (Comissão Geral de Licitação)passaram por um intenso processo de treinamento.




03/06/2005

Fonte: Jornal do Commércio

 

Avisos Licitações

23/04/2024

PG abre licitação de quase R$ 8 mi para formar 'muralha digital'

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa abriu uma l...

23/04/2024

Ceasa-ES anuncia abertura de licitação para solução de controle e acesso

Na última quarta-feira (17), a Centrais de Abastec...

23/04/2024

PMJP fará licitação para construir ponte Mangabeira-Valentina

Abrindo as comemorações do aniversário de 41 anos ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita