Brasil oferecerá vantagem em concorrências


O governo brasileiro vai oferecer à União Européia uma leve vantagem nas concorrências públicas realizadas pelo país, na forma de consultas prévias.
A decisão foi tomada ontem pelo GCEX (o grupo interministerial que trata de comércio exterior) e será levada na segunda-feira à reunião do CNB (Comitê de Negociações Birregionais), a principal instância técnica das negociações entre o Mercosul e os europeus para a constituição de uma área de livre comércio.
Como funcionará exatamente o mecanismo ainda não está claro. Mas, em princípio, a UE será informada previamente de determinadas licitações para poder decidir se há ou não interesse de suas firmas em participar.
A oferta brasileira, incorporada pelo Mercosul, exclui, de todo modo, concorrências que façam parte de algum mecanismo de política industrial, tecnológica ou de saúde.
O ministro Celso Amorim já havia antecipado a seu colega europeu, Pascal Lamy, o mecanismo de consultas. Lamy achou-o interessante, mas sua porta-voz, Arancha González, disse ontem à Folha que espera "esclarecimentos e a própria proposta concreta", antes de uma avaliação definitiva.


15/07/2004

Fonte: Folha de São Paulo

 

Curso Licitações

17/07/2024

Hospital de Palhoça 100% SUS anuncia data de licitação

A construção do primeiro hospital 100% SUS de Palh...

17/07/2024

Licitação para construção das alças de acesso da Antônio Heil será lançada pela terceira vez

O governo de Santa Catarina “já pode pedir música ...

17/07/2024

Estado lança licitação para conclusão do Núcleo Regional de Polícia Científica de Tubarão

O governo do Estado lançou nesta segunda-feira, di...

17/07/2024

TRE-MS abre licitação para contratar serviços de vigilância eletrônica por até R$ 3 milhões

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Gros...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita