União deve liberar este mês R$ 60 milhões para conclusão de obras em rodovias


Brasília - Dos R$ 176 milhões orçados pelo Governo Federal para investimentos nas rodovias federais de Mato Grosso este ano, somente R$ 60 milhões foram liberados.
Mas a expectativa é de que o restante dos recursos seja liberado ainda este ano, pois o período de seca, em que é possível fazer a pavimentação e a construção nas estradas, termina daqui a dois meses.
O coordenador do Departamento Nacional de Infra-estrutura e Trânsito (Dnit), Laércio Pina, disse que há uma previsão de liberar mais R$ 60 milhões, basicamente para obras de recuperação e manutenção. "No orçamento de R$ 176 milhões, cerca de R$ 88 milhões são para obras de manutenção, restauração e conservação. Deste montante, cerca de R$ 45 milhões já foram liberados e o restante deve ser liberado ainda no mês de setembro, e as obras têm condições de avançar muito rapidamente", explicou.
O restante do orçamento será para investimentos em obras de construção, como a da BR-158, duplicação da serra de São Vicente e o contorno de Cuiabá. "Estas obras geram um montante de R$ 56 milhões", afirmou.
Também devem ser realizadas obras no trecho do Trevo do Lagarto que liga três rodovias: BR-070, BR-364 e BR-163. "É o trecho mais problemático do Estado. Trafegam cerca de 10 mil veículos, sendo que cerca de 70% são caminhões e carretas, um volume de tráfego muito pesado. Mas temos um projeto aprovado de restauração completa deste trecho de 68 quilômetros, que vai até o entrocamento de Barra do Bugres. O processo licitatório desta obra está sendo iniciado e deve ter início no ano que vem", explicou.
Mas o orçamento contempla também as BRs 364 e 158. O Dnit com cerca de R$ 30 milhões para a conclusão das obras da BR-158, que têm parceria com o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infra-estrutura (Sinfra).
Laércio explicou que o trâmite do convênio entre o Dnit e a Sinfra já está na fase final. Falta o governo do Estado apresentar a revisão do projeto e um estudo de viabilidade, que é uma exigência do Tribunal de Contas da União para conclusão do convênio. "A obra é estimada em R$ 66 milhões. Já temos estimado R$ 30 milhões e o governo do Estado entraria com o restante".
Já na BR-364, ainda tem a construção no trecho de Diamantino e também o asfaltamento do trecho que liga Sapezal a Campos de Júlio. "Estamos concluindo um trecho de 20 quilômetros ainda este ano, que vai interligar Novo Diamantino até o entrocamento de São Félix do Araguaia e São José do Rio Claro. No trecho de Sapezal a Campos de Júlio estaremos concluindo o asfaltamento ainda esta semana e faltará a conclusão de uma ponte, que até o final do mês de outubro estará concluída", finalizou.


06/09/2005

Fonte: RMT - Online

 

Curso Licitações

02/02/2023

Prefeitura de SP abre licitação para manutenção das ciclovias da capital

A Prefeitura de São Paulo, através da SMT (Secreta...

01/02/2023

Prefeitura divulga edital de licitação para construção de um novo ESF Caçador

Os moradores do bairro Caçador ganharão uma nova s...

01/02/2023

Prefeitura de Taubaté revoga licitação para compra de material escolar

A prefeitura de Taubaté revogou a licitação para c...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita