Tunísia licita projeto de dessalinização


São Paulo - A Tunísia, país árabe que fica no Norte da África, abriu licitação para a implantação de projeto de dessalinização de água do mar. Podem concorrer ao processo, que prevê a instalação de uma planta de dessalinização no mar de Jerba, empresas nacionais e também estrangeiras. O prazo para entrega das propostas de pré-qualificação é dia 18 de junho. O processo é levado adiante, no país árabe, pela Empresa Nacional de Exploração e de Distribuição das Águas (Sonede), vinculada ao Ministério da Agricultura e Recursos Hidráulicos.
A empresa que vencer a licitação vai instalar, no local, uma usina com capacidade para produzir 50 mil metros cúbicos de água por dia. A própria companhia selecionada vai investir no projeto e terá direito a explorá-lo por um período de 20 anos. A intenção do governo tunisiano, com a implantação, é garantir o fornecimento de água potável para a Ilha de Jerba, que fica no local. O mar de Jerba está localizado no sudeste tunisiano, a cerca de 100 quilômetros da fronteira com a Líbia.
A ilha tem cerca de 100 mil habitantes e os seus moradores, além de trabalharem com agricultura, com o cultivo de tâmaras, frutas e azeitonas, exploram o turismo. Os estrangeiros, principalmente os europeus, costumam procurar o local para passeios. A ilha de Jerba tem empreendimentos turísticos de luxo e a sua principal atração é a conservação do folclore e da cultura berbere, antigo povo nômade do deserto do Norte da África. A ilha de Jerba serviu de cenário para gravações do primeiro filme de Guerra nas Estrelas.
Água rara
O abastecimento de água para o consumo humano é hoje uma preocupação dos países árabes. A região concentra baixíssimos recursos de água potável e por isso vem investindo em projetos de dessalinização da água do mar. Nos Emirados Árabes Unidos, 70% da água consumida pela população ao dia, ou 20 milhões de metros cúbicos, vem de usinas de dessalinização. A Arábia Saudita é hoje o maior produtor de água dessalinizada do mundo, com 30 usinas, que respondem por um terço da produção mundial.
Um relatório divulgado no começo deste ano apontou que os países do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC), formado por Bahrein, Kuwait, Catar, Omã, Arábia Saudita e Emirados, precisam investir US$ 100 bilhões em recursos hídricos nos próximos 10 anos para suprir a demanda por água. A região tem apenas 1% da água potável do mundo e concentra 5% da população mundial. O GCC anunciou, no final de 2006, inclusive, a construção de um sistema de dutos para garantir o abastecimento de água na região a partir de usinas de dessalinização, em Omã, Emirados e Arábia Saudita, em casos emergenciais.
Muitos estrangeiros estão participando de projetos de dessalinização de água na região. A Mitsubishi, do Japão, venceu, em novembro do ano passado, uma licitação do governo saudita para construir uma usina de dessalinização e também de energia elétrica, em conjunto com um consórcio local liderado pela kuwaitiana Gulf Investment Corp. A usina vai ficar pronta em 2010 e vai gerar 178 milhões de litros de água potável por dia.
A Braseco, empresa brasileira, vai participar, no final deste mês, de uma missão ao Marrocos, Tunísia e Egito, para oferecer equipamentos e usinas de dessalinização de outra companhia nacional, a Mar Báltico.
Licitação
As empresas brasileiras interessadas em participar da licitação na Tunísia devem retirar em Túnis, capital do país, no endereço indicado abaixo, o edital com instruções sobre como proceder na candidatura. Ele também pode ser solicitado por Correio, no endereço indicado, conforme informações da embaixada da Tunísia em Brasília. No edital serão encontradas as exigências, como o envio de documento com descrição do candidato, caução de US$ 130 mil para candidatos não-residentes no país, certificação da situação financeira da empresa dos anos 2003, 2004 e 2005, referências do candidato, entre outros. Os documentos devem ser entregues no escritório central da Sonede com a identificação indicada abaixo. Depois de recebidos, o candidato será contatado pela Sonede em um prazo de 150 dias.
Serviço
Endereço para retirada do edital:
Sonede - 23
Rue Jawaher Lel Nehru-Montfleury - 1089
Tunis (Direction Centrales des Achats - 4ème étage), Tunisie
Endereço para entrega da candidatura:
Projet de concession de la station de dessalement d'eau de mer de JERBA par OSMOSE inverse de capacité de base 50.000 m/j. Dossier de candidature à la prequalification.
A ne pas ouvrir.
Sis à 1'avenue Slimène bem Slimèn El Manar II Tunis - 2092
Maiores informações:
Embaixada da Tunísia em Brasília
Telefone: +55 (61) 3248-7277


07/05/2007

Fonte: Agência de Notícias Brasil-Árabe

 

Avisos Licitações

23/04/2024

PG abre licitação de quase R$ 8 mi para formar 'muralha digital'

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa abriu uma l...

23/04/2024

Ceasa-ES anuncia abertura de licitação para solução de controle e acesso

Na última quarta-feira (17), a Centrais de Abastec...

23/04/2024

PMJP fará licitação para construir ponte Mangabeira-Valentina

Abrindo as comemorações do aniversário de 41 anos ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita