TCU pede interdição de obras no Estado


O Tribunal de Contas da União (TCU) pediu nesta manhã a interdição de três obras no Rio Grande do Sul. Foram constatadas irregularidades no prolongamento dos molhes do Porto de Rio Grande, na BR-470 nos trechos entre Barracão, Lagoa Vermerlha e Nova Prata, e também na BR-392, entre Rio Grande e Pelotas. A irregularidade mais importante foi encontrada nos molhes de Rio Grande. Segundo o TCU, houve superfaturamento e irregularidades graves no aspecto ambiental do prolongamento. As obras, segundo o TCU, não receberão verbas do Orçamento Geral da União de 2006. A lista de obras irregulares será encaminhada hoje pelo presidente do TCU, ministro Adylson Motta, ao presidente do Senado, Renan Calheiros. O objetivo é evitar que as obras públicas fiscalizadas em todo o país recebam verbas da Lei Orçamentária Anual para o próximo ano. Entre março e julho, O TCU auditou 415 obras em todo o Brasil. Deste total, foram identificados indícios de irregularidades graves em 81 empreendimentos. O tribunal informa que o trabalho tem por objetivo assegurar que as irregularidades detectadas sejam corrigidas, buscando garantir a conclusão das obras no prazo previsto e a preços de mercado.


29/09/2005

Fonte: clicRBS

 

Avisos Licitações

29/02/2024

Licitações abertas para reformas da Praça Duque de Caxias e do Teatro Municipal

A Prefeitura de Vila Velha avança em uma etapa imp...

28/02/2024

Após questionamentos do TCE, Coden reabre licitação milionária para o lixo

A Coden Ambiental reabriu nesta semana a licitação...

27/02/2024

Licitação da Escola Piquiri finalmente será publicada em março

A comunidade do Piquiri, interior de Cachoeira do ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita