TCE analisa compra de computadores para Banrisul


O conselheiro-relator do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que está analisando a compra de 7.301 computadores para as agências do Banrisul, João Luiz Vargas, disse ontem não ter encontrado nenhuma irregularidade nas informações enviadas ao TCE até agora.
A investigação da compra realizada quinta-feira em pregão eletrônico e fechada com a Dell Computadores no valor de R$ 20,4 milhões foi pedida pelo Ministério Público Especial. Vargas diz que a análise está sendo feita rapidamente com o apoio da equipe técnica do TCE e do banco.
- Nada foi encontrado para apoiar a decisão de interromper a compra - destacou ontem o conselheiro-relator, que espera ter uma resposta final na semana que vem.
Segundo o presidente do Banrisul, Fernando Lemos, a compra dos computadores atende a critérios técnicos, vem tendo o acompanhamento dos auditores do TCE e não há qualquer irregularidade no pregão. O sistema Linux seguirá sendo usado em outras áreas do banco, garante. O valor fechado é R$ 17 milhões mais baixo do que o estimado pelo banco.
- Fizemos uma economia fantástica - diz Lemos.
O Ministério Público pediu, em 16 de setembro, a suspensão da licitação para a análise de alguns pontos, como a opção pelo sistema operacional Windows em vez do Linux, já utilizado. O banco enviou documentação ao TCE, que já fez duas auditorias e acompanhou o pregão. De acordo com o procurador-adjunto Geraldo da Camino, na quinta-feira foram encaminhadas questões sobre outros três pontos.
- Não estamos dizendo que há irregularidade, apenas pedindo mais informações. Não há razão para ter pressa - diz da Camino.
Entenda o caso : O Banrisul fechou, quinta-feira, a compra de 7.301 computadores equipados com o sistema Microsoft Windows por R$ 20,4 milhões. A vencedora do pregão eletrônico foi a Dell. > O Ministério Público (MP) entrou com representação, em 16 de setembro, pedindo que o Tribunal de Contas do Estado suspendesse a licitação cautelarmente. Pediu outras duas vezes informações adicionais. Auditores do TCE acompanharam o processo desde então. > Na quinta à tarde, o MP questionou outros pontos da licitação, entre eles a adequação à lei que dá preferência ao software livre na gestão pública. > Segundo a assessoria de imprensa do Banrisul, o banco vai enviar ao TCE os documentos e esclarecer os pontos levantados pelo MP na quinta-feira, como já havia feito anteriormente com relação aos outros pedidos. Negociação envolve R$ 20,4 milhões.


01/10/2005

Fonte: Zero Hora

 

Avisos Licitações

01/01/2024

Cursos On Line AO VIVO - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso On Line Ao Vivo da Nova Lei de Licitação e...

29/01/2024

Curso On Line - Ao Vivo de Formação de Analista de Licitação e Contratação Pública

O Curso de formação Analista de Licitação ONLINE A...

15/03/2024

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública - Florianópolis/SC

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

19/04/2024

Orçada em R$ 3 milhões: Paço marca licitação para obra de alargamento da Av. dos Estudantes

A prefeitura marcou, para o próximo dia 30, a lici...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita