Suspeitos de fraudes em licitações prestam depoimentos


O presidente e vice-presidente da Associação Paranaense dos Empresários de Obras Públicas (Apeop), Emerson Gava e Fernando Gaissler Moreira, prestaram depoimento aos policiais do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce). De acordo com o delegado Sérgio Sirino, coordenador do Nurce, os dois admitiram a realização de reunião para tratar sobre a licitação da Comec. Entretanto, os dois depoimentos se contradisseram quanto à existência de uma máquina bingueira.
Os dois são os principais supeitos de organizar o esquema para fraudar licitações públicas no Estado, descoberto pela Operação Grande Empreitada. “Gava garantiu que a bingueira era apenas para sorteio de prêmios entre os associados. Já Gaissler garantiu que não sabia da existência da máquina”, disse Sirino. Gava ainda negou em seu depoimento que ela fosse utilizada para sortear licitações.
Segundo o delegado, apesar de admitirem a realização de uma reunião para tratar sobre a licitação aberta pela Comec, eles negaram o esquema de fraude. Durante o depoimento, eles contaram que a reunião foi marcada apenas para discutir o preço de insumos. Segundo Gaissler os empreiteiros queriam saber se os preços dos insumos davam condições de diminuir os custos e atingir o preço proposto pelo governo (25% mais baixo que no governo anterior).
Mesmo assim, ambos disseram ao delegado não se lembrarem das pessoas que participaram da reunião. “Eles disseram não recordar porque promoviam diversos encontros sobre diversos assuntos e diferentes pessoas participavam das reuniões”, explicou Sirino.
Anotações – Ênio Cunha Júnior, diretor da Construtora Empo, e sua secretária prestaram depoimento também na manhã desta quarta-feira. O Nurce convocou-os para falar especificamente sobre a agenda encontrada na empresa, que foi encaminhada para perícia no Instituto de Criminalística.
Cunha Júnior disse que a agenda era usada apenas como bloco de anotações, feitas por um funcionário, e não continha nenhuma informação oficial. “Vamos chamar este funcionário para prestar depoimento também. Mas o que vai comprovar realmente de quem eram as anotações é o laudo do Instituto de Criminalística”, relatou Sirino.
A agenda contém o valor antecipado das ofertas da concorrência para as licitações da Comec. Cunha Júnior foi preso no dia 28 de junho, durante a operação Grande Empreitada, e liberado na sexta-feira passada.
Triunfo – O empresário Luiz Fernando Wolff, diretor da Construtora Triunfo S/A, também prestou depoimento na manhã de ontem. Ele negou o envolvimento da empresa com a Apeop nos processos de licitação da Comec e do DER (Departamento de Estradas e Rodagens).
A Triunfo S/A venceu a licitação do DER, juntamente com a Petrobras para as obras de recuperação de diversas estradas, que já estão em andamento. Já na licitação da Comec, a empresa foi desclassificada, mas entrou com mandado de segurança para conseguir despacho favorável e venceu.
O delegado Sérgio Sirino deve entregar nesta quinta-feira o inquérito para a Justiça. Segundo ele, os principais depoimentos já foram colhidos e agora os materiais apreendidos e outras provas estão sendo organizados para serem anexados ao documento.


07/07/2005

Fonte: Diário Popular

 

Curso Licitações

15/07/2024

Processo de licitação para obras no Parque Ecológico Bernardo Sayão, no Lago Sul, é aberto

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (...

15/07/2024

Licitação para aluguel de 400 ônibus para São José dos Campos (SP) fracassa pela quinta vez

A tentativa de São José dos Campos, no interior de...

15/07/2024

Prefeitura vai contratar projetos de mais 70 ruas para pavimentação urbana e rural

Concórdia – O prefeito de Concórdia, Rogério Pache...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita