STF mantém prisão de funcionários públicos acusados de fraudar licitações


Três funcionários da Câmara Municipal de São Leopoldo (RS) vão continuar presos por decisão da 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal). Eles são acusados de participação em um esquema de fraude em licitações que teria lesado o cofre municipal em aproximadamente R$ 1 milhão.
Segundo o STF, foi deferido pedido de habeas corpus (HC 85775) em que a defesa pedia a revogação do decreto de prisão preventiva para que os três funcionários públicos pudessem aguardar o julgamento em liberdade. Junto com eles foram acusadas de integrar o suposto esquema outras 14 pessoas, entre políticos locais, empresários e outros servidores públicos da Câmara Municipal de São Leopoldo.


22/11/2005

Fonte: Última Instânca

 

Curso Licitações

07/10/2022

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

03/02/2023

Raquel Lyra abre nova licitação de R$ 303 milhões. Saiba para qual finalidade

O Governo do Estado abriu uma licitação de R$ 303....

02/02/2023

Lajeado publica chamamento público para revitalização e operação do Parque Histórico

O Executivo publicou no Diário Oficial o chamamen...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita