Sabesp aplica R$ 1 bilhão em obras de saneamento na Baixada Santista


Acordo entre governo paulista e banco japonês vai favorecerá nove municípios da região, com investimentos que vão beneficiar 3 milhões de pessoas
O governo do Estado de São Paulo e o Japan Bank for International Cooperation assinaram contrato de financiamento para a realização de obras de saneamento ambiental na Baixada Santista. Os trabalhos, que serão planejados e dirigidos pela Sabesp, terão custo total de R$ 1 bilhão, dos quais R$ 540 milhões financiados pelo banco japonês e R$ 460 milhões por conta do governo paulista. Serão atendidos os municípios de Santos, São Vicente, Cubatão, Guarujá, Bertioga, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe. As atividades começarão em meados do ano que vem, simultaneamente, em toda a região, com a abertura de 180 frentes de trabalho nas nove cidades. Para dar início ao processo licitatório de concorrência, uma audiência pública foi realizada na sede da Sabesp, em Santos. O evento segue o cronograma do Programa de Recuperação Ambiental da Baixada Santista, que está sendo desenvolvido por etapas.
Recuperação ambiental – A previsão inicial é de criação de 3 mil empregos diretos e indiretos. No período de cinco anos – tempo de duração das obras – serão gerados outros 17,6 mil postos de trabalho diretos e 35,4 mil indiretos. A empresa assentará 1,1 mil quilômetros de rede coletora de esgotos e interceptores, além fazer 125 mil ligações domiciliares. Construirá, também, sete estações de tratamento e 85 estações elevatórias. A meta é chegar a 100% de coleta e tratamento e a 95% do fornecimento de água tratada. Estão previstas, ainda, a construção de um emissário submarino em Praia Grande e a melhoria e ampliação da estrutura do emissário José Menino, em Santos.
A infra-estrutura tecnológica permitirá o monitoramento ambiental de toda a região, controlando-se a poluição das águas superficiais e costeiras, bem como do solo e do ar. A expansão do sistema de coleta de esgotos vai melhorar a saúde de mais de 3 milhões de pessoas (entre população fixa e flutuante). Com isso, espera-se a redução nos índices gerais de mortalidade, especialmente a infantil, acima da média do Estado. Ao mesmo tempo, a despoluição dos rios, de águas estuarinas e, principalmente, a recuperação das condições de balneabilidade das praias incrementarão o desenvolvimento turístico da Baixada Santista, propiciando o aumento de renda de sua população.
O Japan Bank também é parceiro do governo do Estado nas obras de rebaixamento da calha do Rio Tietê, com investimentos de R$ 688,3 milhões. Os trabalhos vêm evitando a inundação das marginais e auxiliando na macrodrenagem da cidade. Há dois anos, o rio não transborda na capital. O banco japonês participa, ainda, com US$ 209 milhões no financiamento para a construção da Linha 4 do Metrô.
Previsão de trabalhos nos municípios do litoral sul
Santos e São Vicente
- Remodelação e ampliação geral do terminal de lançamento de esgotos do José Menino.
- Novo interceptor Rebouças (2,2 quilômetros)
- Duas estações de precondicionamento
- Ampliação do emissário José Menino (180 metros no trecho oceânico e 250 metros no trecho terrestre)
- Novas estruturas de admissão de águas dos canais 1 ao 8
Cubatão
- Redes e coletores-tronco (26 quilômetros) e ligações prediais (5.113 unidades)
- Estação de tratamento de esgotos por lodos ativados
Vicente de Carvalho (Guarujá)
- Redes e coletores-tronco (76 quilômetros) e ligações prediais (8,2 mil unidades)
- Estação de tratamento de esgotos por lodos ativados
Bertioga
- Redes e coletores-tronco (50 quilômetros) e ligações prediais (4,6 mil unidades)
- Estação de tratamento de esgotos por lodos ativados
Praia Grande
- Redes e coletores-tronco (193 quilômetros) e ligações prediais (17,1 mil unidades)
- Emissário submarino (4 quilômetros)
- Estação de precondicionamento
Mongaguá
- Redes e coletores-tronco (147 quilômetros) e ligações prediais (11,4 mil unidades)
- Estação de tratamento de esgotos por lodos ativados
Itanhaém
- Redes e coletores-tronco (295 quilômetros) e ligações prediais (23,9 mil unidades)
- Estação de tratamento de esgotos por lodos ativados
Peruíbe
- Redes e coletores-tronco (276 quilômetros) e ligações prediais (19,2 mil unidades)
- Ampliação e instalação de duas estações de tratamento de esgotos por lodos ativados


10/11/2004

Fonte: Agência Imprensa Oficial

 

Curso Licitações

07/10/2022

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

03/02/2023

MPF divulga pregão eletrônico para aquisição de água mineral para unidade no PI

O Ministério Público Federal (MPF) torna público o...

03/02/2023

Licitação para ampliação do aeroporto de Cachoeiro pode sair neste ano

O projeto de reforma e ampliação do Aeroporto Muni...

03/02/2023

Raquel Lyra abre nova licitação de R$ 303 milhões. Saiba para qual finalidade

O Governo do Estado abriu uma licitação de R$ 303....
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita