RS fica fora de licitação para navios da Transpetro


Apesar de toda a expectativa criada em torno da criação de um pólo naval em Rio Grande, o Estado ficou fora da licitação da Transpetro para construção de 26 navios petroleiros. O pedido da empresa deve gerar investimentos de US$ 2 bilhões e 20 mil empregos.
A anunciada desistência do grupo norueguês Aker acabou adicionando polêmica ao processo de seleção, porque houve uma fusão entre as construtoras Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa com a Queiroz Galvão e a Aker Promar (apoio técnico da coreana Samsung). A previsão é de que, se o grupo ganhar, a obra seja feita no estaleiro que a Camargo Corrêa está construindo em Suape, em Pernambuco. O grupo disputa os lotes 1 e 2 da Transpetro, que incluem os navios de maior porte e de maior valor agregado.
Concorrem o Consórcio Rio Naval, formado pelo estaleiro Sermetal, com a Iesa e a construtora MPE, que conta com apoio técnico da coreana Hyundai e deve construir os navios no Rio de Janeiro, e o Consórcio Brasfels - Keppel Fels (apoio técnico da coreana Daewoo), com previsão de construção dos navios em Angra dos Reis (RJ).

Estaleiro Rio Grande não apresentou proposta
Representante do Rio Naval, Davi Fischer avaliou que a fusão deveria ter passado pelo crivo dos concorrentes e não por uma decisão unilateral da comissão de licitação. Já o outro grupo interessado no leilão, o Estaleiro Rio Grande, não chegou a apresentar proposta. O estaleiro, que tem investimentos do grupo Birmann, decidiu apostar suas fichas em licitações de plataformas da Petrobras.
Ontem foi o último prazo para a apresentação das propostas dos interessados. Agora, a análise será feita até o final de março, para assinatura dos contratos em abril. Apesar do pouco tempo disponível, o presidente da Transpetro, o ex-senador do PMDB Sérgio Machado, disse que a primeira das embarcações encomendadas deve estar pronta até dezembro.
- Mais do que preocupados com possíveis interesses eleitoreiros, estamos interessados em criar escala para recuperar a indústria naval no país. Se quiséssemos aproveitar o fator eleitoral, teríamos corrido mais com o processo - disse Machado, refutando indagações sobre o interesse.


17/01/2006

Fonte: Zero Hora

 

Curso Licitações

20/04/2024

Prefeitura de Caxias abre nas próximas semanas licitação para implantar telemedicina

A Prefeitura de Caxias do Sul abre nas próximas se...

20/04/2024

Prefeitura insiste na revitalização do Bariri: nova licitação já foi publicada

Publicada a nova licitação para a construção do Pa...

01/01/2024

Cursos On Line AO VIVO - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso On Line Ao Vivo da Nova Lei de Licitação e...

29/01/2024

Curso On Line - Ao Vivo de Formação de Analista de Licitação e Contratação Pública

O Curso de formação Analista de Licitação ONLINE A...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita