Presidente da Cbic critica mudanças no projeto do pregão eletrônico


O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), Paulo Safady Simão, disse que o projeto de lei da Câmara (PLC 32/07) que amplia o uso do pregão eletrônico nas compras do governo, enviado pelo Executivo, foi bastante modificado no Congresso. Ele alertou para alguns aspectos do projeto e disse que há questões arriscadas que devem ser analisadas pelos senadores.
O projeto aprovado pela Câmara limitava a R$ 340 mil o orçamento dos contratos sujeitos a obras licitadas por pregão. O relator da matéria na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), propôs elevar esse valor para R$ 3,4 milhões.
O texto do Executivo também não vinculava o uso dessa modalidade de licitação a limites relacionados a valores e sim ao objeto das licitações. O texto do Executivo, segundo Simão, era mais simples e buscava fazer ajustes e dar mais transparência ao pregão eletrônico.


07/08/2007

Fonte: Agência Senado

 

Curso Licitações

23/04/2024

PG abre licitação de quase R$ 8 mi para formar 'muralha digital'

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa abriu uma l...

23/04/2024

Ceasa-ES anuncia abertura de licitação para solução de controle e acesso

Na última quarta-feira (17), a Centrais de Abastec...

23/04/2024

PMJP fará licitação para construir ponte Mangabeira-Valentina

Abrindo as comemorações do aniversário de 41 anos ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita