Prefeitura vai terceirizar serviço de iluminação pública


SÃO PAULO - O serviço de iluminação pública na capital paulista, atualmente a cargo do Departamento de Iluminação (Ilume), passará a ser feito por uma concessionária de serviços. A Secretaria de Serviços já prepara o edital de licitação para que empresas interessadas participem da concorrência. A razão da mudança é a dificuldade do Ilume em atender à demanda. A expectativa é que o edital seja lançado nos primeiros meses de 2006.
Segundo o secretário de Serviços e subprefeito da Sé, Andrea Matarazzo, o modelo administrativo que será adotado no gerenciamento do serviço de iluminação na capital ainda está sendo estudado, com a consultoria da Escola Politécnica da USP.
- Em nenhum outro município a iluminação é gerenciada pela prefeitura. Isso foi uma coisa que ocorreu aqui e que não melhorou em nada o serviço - diz Matarazzo, que afirma ter consciência de que o projeto possa levantar críticas.
- Mas eu tenho certeza de que as críticas não serão maiores que o número de reclamações que recebemos a cada mês por problemas na prestação de serviços do Ilume - afirma.
A capital dispõe de 520 mil pontos de iluminação nas ruas.
- Não temos na Ilume condição para atender a todas as solicitações, toda a demanda reprimida para a manutenção. Já uma concessionária, com toda a certeza, tem mais condições técnicas para isso - diz Matarazzo.
Segundo dados da Secretaria de Serviços, de janeiro a novembro deste ano, o Ilume recebeu 260.881 solicitações de serviços. O maior número ocorreu em agosto, quando houve uma média de mil protocolos de reclamações por dia. Para responder a todos os pedidos, o Ilume dispõe de 75 funcionários.
- Agora o número de reclamações tem caído, mas ainda está longe do ideal - afirma o secretário. Para tentar sanar os problemas com a manutenção do serviço, a Prefeitura contratou emergencialmente uma empresa para reparar 5 mil pontos de iluminação. Também foi lançado no final do ano um edital para a contratação de manutenção de outros 36 mil pontos em toda a cidade.
A Prefeitura não informou qual será o destino dos funcionários do Ilume.
Mesmo antes de repassar a uma concessionária o gerenciamento da iluminação, a Secretaria de Serviços já está descentralizando alguns serviços. A partir de janeiro de 2006, a iluminação das praças ficará a cargo das 31 subprefeituras.
- O decreto para isso já está pronto. Dessa forma, o serviço será mais bem acompanhado, porque as subprefeituras são os clientes do Ilume e sabem exatamente o que precisa ser feito e qual a urgência, por exemplo - diz Matarazzo.


29/12/2005

Fonte: Globo On line

 

Curso Licitações

07/10/2022

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

02/02/2023

Prefeitura de SP abre licitação para manutenção das ciclovias da capital

A Prefeitura de São Paulo, através da SMT (Secreta...

01/02/2023

Prefeitura divulga edital de licitação para construção de um novo ESF Caçador

Os moradores do bairro Caçador ganharão uma nova s...

01/02/2023

Prefeitura de Taubaté revoga licitação para compra de material escolar

A prefeitura de Taubaté revogou a licitação para c...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita