Prefeitura avalia licitação de propaganda no mobiliário urbano


O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), disse nesta quinta-feira, no início da sabatina da Folha, que a prefeitura "abraçou" a causa do combate à poluição. Ele afirmou que a lei Cidade Limpa "é só o começo" e que a prefeitura estuda a licitação de propaganda no mobiliário urbano da cidade --como pontos de ônibus e relógios, por exemplo.
O dinheiro obtido com a propaganda poderá financiar outras medidas contra a poluição. "Abraçamos a causa do combate a poluição e isso depende de verbas", disse o prefeito.
Uma das ações previstas na cidade é a inspeção veicular, que deve começar em 2008. Kassab disse garantir que a inspeção será gratuita para os donos de veículos.
A sabatina com o prefeito acontece no no Teatro Folha (shopping Pátio Higienópolis). Ele responde a perguntas de quatro entrevistadores --Vaguinaldo Marinheiro, secretário de Redação, Rogério Gentile, editor de Cotidiano, Silvio Cioffi, editor de Turismo, e Raul Juste Lores, repórter da Folha- e também da platéia.
Kassab é o terceiro a participar do ciclo de sabatinas da Folha neste ano. Antes do prefeito, o jornal sabatinou o climatologista Carlos Nobre (março) e o arcebispo de São Paulo, dom Odilo Scherer (abril).

Prefeitura
Kassab, 46, eleito vice na chapa de José Serra (PSDB), assumiu a Prefeitura de São Paulo no dia 31 de março do ano passado, quando o tucano, após 15 meses de gestão, renunciou ao cargo para disputar o governo do Estado. Serra seria eleito governador de São Paulo no primeiro turno, em outubro.
O prestígio pessoal de Serra na cidade e no Estado de São Paulo nunca passou para seu sucessor. Segundo pesquisa Datafolha de abril de 2006, o tucano deixou a prefeitura com aprovação de 42% da população. Um mês e meio depois, Kassab era aprovado por 10%, segundo o mesmo instituto.
O desempenho de Kassab à frente da prefeitura seguiu tendo avaliações negativas ao longo de 2006 e em 2007, de acordo com o Datafolha. Em julho e setembro do ano passado, sua gestão foi aprovada por 16% da população da cidade. Em março deste ano, por 15%.
Em compensação, o outrora desconhecido Kassab --quando assumiu, 23% dos paulistanos sabiam seu nome-- começa aos poucos a ver e colher os resultados de um de seus principais --e mais polêmicos-- projetos: a Lei Cidade Limpa.
Aprovada pela Câmara Municipal, a lei restringe a publicidade nas ruas de São Paulo com o objetivo de diminuir a poluição visual e acabar com a propaganda irregular ao ar livre.
O novo visual de parte da cidade fez com que a iniciativa recebesse elogios espontâneos, como o do cineasta Fernando Meirelles, que escreveu artigo publicado na Folha para agradecer ao prefeito por deixar a cidade mais bonita.
Por causa do mesmo projeto, porém, Kassab se envolveu em episódio de grande desgaste: em uma unidade de saúde, expulsou aos gritos de "vagabundo" um homem que protestava contra o Cidade Limpa.


31/05/2007

Fonte: Folha Online

 

Avisos Licitações

15/07/2024

Processo de licitação para obras no Parque Ecológico Bernardo Sayão, no Lago Sul, é aberto

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (...

15/07/2024

Licitação para aluguel de 400 ônibus para São José dos Campos (SP) fracassa pela quinta vez

A tentativa de São José dos Campos, no interior de...

15/07/2024

Prefeitura vai contratar projetos de mais 70 ruas para pavimentação urbana e rural

Concórdia – O prefeito de Concórdia, Rogério Pache...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita