Prefeitura adia novos ‘pardais’


Ao contrário do anunciado anteriormente pela prefeitura de Cuiabá, o sistema de controle de velocidade através de radares eletrônicos deve voltar a funcionar nas principais vias da cidade somente a partir do final do ano.
A informação é do atual secretário municipal de Trânsito e Transportes Urbanos (SMTU), Oscar Soares Martins, retificando a notícia fornecida por seu antecessor, Emanuel Pinheiro, no ano passado, quando o projeto do município previa mais de 40 aparelhos de radar em funcionamento ainda no primeiro semestre. A proposta foi modificada, segundo Martins, para ser elaborada juntamente com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran).
“Vamos partir do zero, através da parceria entre Estado e prefeitura. Estamos desenvolvendo um levantamento sobre como se comporta a velocidade nas avenidas de Cuiabá, que será baseado na quantidade de multas, no número de acidentes registrados e na aferição da velocidade. Diante dessa estatística, elaboraremos junto com o Detran o plano, com todos os locais onde serão implantados os radares”, comunicou Martins.
As máquinas estarão instaladas nas principais avenidas de Cuiabá: Fernando Corrêa da Costa, Miguel Sutil, CPA, Isaac Póvoas, Prainha e Getúlio Vargas. A quantidade de pontos não pôde ainda ser definida, conforme o secretário, que assegura que serão instalados aparelhos o quanto forem necessários.
“Está estatisticamente comprovado que esse tipo de controle de velocidade diminui drasticamente o número de acidentes no trânsito. Cuiabá está em 14º lugar no ranking de cidades mais violentas no trânsito, conforme dados do Ministério da Saúde. Isso não pode continuar”, justificou.
Em trechos das avenidas onde a velocidade já está sendo monitorada pela SMTU, já foram diagnosticados os mais diversos abusos de velocidade, segundo o secretário. “Aferimos um trecho da avenida do CPA em que uma pessoa passou a 138 quilômetros por hora, mais do que o dobro da velocidade permitida, que é de 60. Esse certamente será um ponto onde um radar será instalado”, afirmou Martins, informando que os trabalhos de monitoramento da velocidade começou há um mês. A SMTU afere a velocidade medindo o tempo em que os carros costumam utilizar para percorrer o mesmo trecho.
Para não haver dúvidas sobre a volta do funcionamento dos radares, também conhecido como ‘pardais’, o secretário de Trânsito informou que os dois órgãos envolvidos realizarão audiências públicas para colocar a proposta em debate com a sociedade.
“Essa implantação não vai ocorrer da noite para o dia, para o cidadão ser pego de surpresa. Faremos duas audiências públicas e um campanha de educação no trânsito para esclarecer sobre o funcionamento do sistema. Antes da punição através das multas, buscaremos a educação”, acrescentou.
A modalidade da licitação e do sistema a ser utilizado para os novos radares serão definidos pelo Detran, de acordo com Martins. A administração do sistema também estará a cargo do Estado, mas a arrecadação das multas aplicadas será feita pelas duas esferas de governo.


30/04/2006

Fonte: Diário de Cuiabá

 

Avisos Licitações

07/10/2022

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

03/02/2023

Raquel Lyra abre nova licitação de R$ 303 milhões. Saiba para qual finalidade

O Governo do Estado abriu uma licitação de R$ 303....

02/02/2023

Lajeado publica chamamento público para revitalização e operação do Parque Histórico

O Executivo publicou no Diário Oficial o chamamen...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita