Polícia apura fraude em licitações na Saúde em MT


Uma equipe da Delegacia Fazendária apreendeu ontem em Cuiabá documentos e computadores na sede de uma revendedora de produtos farmacêuticos e em residências. As buscas fazem parte de um inquérito aberto em setembro de 2003 para investigar um cartel que agia no setor de saúde. As investigações apontam que a Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso comprou R$ 10 milhões em medicamentos de alto custo, entre janeiro e setembro de 2003, sem fazer licitação. Um empresário foi preso em flagrante.
Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão. Dois deles foram nas casas do ex-presidente da comissão de licitação da Secretaria Estadual de Saúde, Afrânio Mota, e de um ex-servidor, o bioquímico Fernando Leite, afastados dos cargos desde no início das investigações. Fernando Del Bianco e André Rodrigues de Oliveira, sócios da revendedora Diagmed, também foram indiciados pelo mesmo crime.
Segundo a delegada Alana Derlene Cardoso, a licitação era dispensada com base na apresentação de cartas de exclusividade emitidas de forma fraudulenta. Os documentos serviam para atestar um suposto contrato de compra e venda exclusiva, como se apenas aquela empresa vendesse determinado tipo de remédio. As compras sempre envolviam medicamentos de alto custo, usados para tratamento de esclerose múltipla, transplantes de rins e fibrose cística, por exemplo.


30/11/2004

Fonte: Diário de Cuiabá

 

Curso Licitações

15/07/2024

Prefeitura vai contratar projetos de mais 70 ruas para pavimentação urbana e rural

Concórdia – O prefeito de Concórdia, Rogério Pache...

14/07/2024

Prefeitura de Naviraí busca empresas para assumirem contratos milionários de plantões médicos

A Prefeitura de Naviraí – a 361 km de Campo Grande...

14/07/2024

Projeto Cidade da Polícia: município se reúne com Estado e licitação para obra está próxima

A Prefeitura de Passo Fundo detalhou, no último di...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita