Plataforma de Aguiarnópolis poderá licitar áreas já em 2005


As primeiras licitações para ocupação de áreas na plataforma multimodal de Aguiarnópolis, no Extremo Norte do Estado, na divisa com o Maranhão, poderão ocorrer em pouco mais de um mês, segundo previu ontem o secretário do Planejamento e Meio Ambiente, Lívio de Carvalho, após a audiência do presidente da Valec - empresa responsável pela construção da ferrovia Norte-Sul -, José Francisco das Neves com o governador Marcelo Miranda, na tarde de ontem. Um convênio visando a implantação de outras plataformas ou pátios modais ao longo da ferrovia também foi proposto pelo presidente da Valec. "a empresa vai dar o apoio técnico, mas o governo do Estado terá voz ativa na definição das plataformas e dos pátios", frisou Lívio.
A definição quanto à forma dos parques modais, se plataformas ou pátios, ocorrerá através dos levantamentos técnicos que ainda serão feitos, conforme ficou acertado na reunião, mas já há um consenso quanto aos locais - Araguaína, Colinas, Palmas/Porto Nacional e Gurupi, segundo adiantaram tanto Neves quanto o secretário Lívio. "O convênio ainda vai ser formatado, juntamente com a definição destas plataformas, mas a Valec fará a implantação em comum acordo com o Governo do Tocantins", ressaltou Neves, acrescentando que as análises serão feitas por técnicos do Governo e da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto).
"Com o avançar das obras no Tocantins as plataformas deverão ser construídas", complementou o presidente da Valec. Segundo Lívio, o Estado já fez contato com grandes empresas, como a Petrobrás, Bünge, Ipiranga e Multigrain, quanto à uma possível instalação das empresas nos parques modais. "A maior parte do investimento será privado. São as empresas que vão se localizar nas plataformas ou pátios. Nós vamos preparar a terraplanagem e os acessos ao rio Tocantins, no caso de Aguiarnópolis, e ao Lago, no caso de Palmas", disse o secretário, frisando que a plataforma da Capital terá quatro modais - ferroviário, rodoviário, aquaviário e aéreo. "Temos um aeroporto com capacidade e possibilidade de expansão. Palmas pode se transformar num grande centro distribuidor de carga aérea", destacou.
A vinda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para inauguração da plataforma multimodal em Aguiarnópolis estaria na dependência apenas da construção de um acesso da obra até o rio Tocantins. "Com a vinda do presidente podemos acelerar a implantação de empresas", disse Lívio.
O presidente da Valec destacou que as licitações para a construção da ferrovia estão em pleno andamento. "No dia 16 (anteontem) foi lançado o edital para o trecho até Colinas do Tocantins. Até o dia 12 de dezembro sai o edital para o trecho de Colinas até Guaraí ", disse Neves. Ainda conforme o presidente da Valec, o trecho da ferrovia até Guaraí deverá estar finalizado até dezembro de 2006.


18/11/2004

Fonte: Jornal de Tocantins

 

Curso Licitações

29/05/2024

Projeto da nova ponte sobre a ERS-431 avança com abertura de licitação

O tão aguardado projeto da nova ponte sobre a ERS-...

28/05/2024

Governo de MT lança licitação para restaurar 39,9 km de rodovia até região do Pantanal

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logísti...

29/05/2024

Prefeitura de Maringa republica licitação para contratar empresa para remoções de arvores

A Prefeitura de Maringá republicou, na tarde dessa...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita