PF prende 70 envolvidos com fraudes em licitações no Maranhão


A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira mais de 70 pessoas acusadas de desviar verbas públicas no Estado do Maranhão. Entre os presos estão seis prefeitos.
A operação, batizada de Rapina, cumpre cerca de 100 mandados de prisão temporária e 140 de busca e apreensão, expedidos pelo TRF (Tribunal Regional Federal) da 1ª Região.
Segundo a PF, as investigações, iniciadas em janeiro de 2006, revelaram que o grupo criminoso fraudava licitações, utilizava notas fiscais falsas e empresas de fachada para obter vantagem nos processos licitatórios financiados pela União por meio de convênios, fundos e planos nacionais.
O grupo seria formado por empresários, prefeitos, secretários municipais, membros das comissões de licitação e contadores.
A Polícia Federal estima que, em dez anos, a organização criminosa movimentou cerca de R$ 1 bilhão em recursos federais.
Cerca de 600 policiais federais participam da operação, que ocorre em 14 municípios do Maranhão e três no Piauí e conta com a participação da CGU (Controladoria Geral da União).
Os presos devem responder por falsificação de documentos, falsidade ideológica, peculato, estelionato, formação de quadrilha, fraude em licitação, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.


13/12/2007

Fonte: Folha Online

 

Curso Licitações

21/02/2024

Prefeitura de Coremas lança licitação de mais de R$ 800 mil para comprar pneus

A Prefeitura de Coremas lançou uma licitação de ma...

20/02/2024

PBH publica edital para construção de espaço de convivência no Padre Eustáquio

A Prefeitura de Belo Horizonte abriu licitação pa...

21/02/2024

DAE abre licitação para ampliação e construção de elevatórias de esgoto

A DAE Jundiaí abriu licitação para ampliação e ade...

21/02/2024

Cruzeiro do Sul fará nova licitação para coleta de lixo

A falta de lixeiras e alguns containers danificado...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita