Petrobras vai participar de licitação na Líbia


São Paulo - A Petrobras vai participar de uma licitação para explorar petróleo ou gás natural na Líbia. A concorrência, segundo informações da assessoria de imprensa da estatal, deverá ocorrer até o final do próximo ano. A companhia não informou, no entanto, quais blocos de exploração serão negociados no leilão, nem os valores mínimos envolvidos, uma vez que o edital ainda não foi publicado.
Recentemente, em entrevista à ANBA, o embaixador líbio em Brasília, Mohammed Heimeda Saad Matri, disse que seu país promove um processo de abertura econômica e que empresas brasileiras, como a Petrobras, poderiam atuar na exploração de petróleo. De acordo com Matri, a Líbia tem interesse em firmar uma "parceria estratégica com o Brasil".
Segundo a assessoria de imprensa da Petrobras, a empresa chegou a atuar na Líbia durante a década de 1970, mas não encontrou petróleo onde prospectou.
Também podem existir oportunidades para a estatal brasileira no Iraque. De acordo com a assessoria de imprensa, o diretor internacional da companhia, Nestor Cerveró, foi procurado recentemente por representantes da petrolífera estatal iraquiana interessados em retomar os negócios com a Petrobras. Sempre de acordo com a assessoria, ainda não há nada de concreto, mas a Petrobras está reiniciando contatos para possível atuação conjunta no futuro.
Durante a década de 1970 a Petrobras teve presença forte no Iraque, chegou a investir US$ 180 milhões em suas operações no país. De acordo com informações da empresa, entre suas descobertas em solo iraquiano está o campo de Majnoon, há 60 quilômetros ao norte de Basrah, no sul do país. Segundo a Petrobras, na época as reservas foram avaliadas em sete bilhões de barris.
A empresa se retirou do país árabe no início de 1980, após a decisão do governo local de nacionalizar a produção de petróleo.
Ainda no mundo árabe, a Petrobras assinou em setembro do ano passado, durante visita da ministra Dilma Roussef (Minas e Energia) à Argélia, um protocolo de intenções com a Sonatrach, petrolífera estatal argelina. A acordo prevê, entre outras coisas, a exploração de petróleo em águas profundas, tecnologia pela qual a empresa brasileira é reconhecida internacionalmente. A companhia participou recentemente também de uma licitação para a exploração de gás natural na Arábia Saudita, mas não venceu a concorrência.

Retorno
A Petrobras voltará a ter operações efetivas no Oriente Médio após 25 anos, mas inicialmente não num país árabe. Em 2005 ela vai começar a explorar petróleo no mar do Irã, como resultado de uma concorrência vencida em 2003 e de um contrato de US$ 35 milhões assinado em julho.
A Petrobras é a maior empresa do Brasil e a 12° maior petrolífera do mundo. Atualmente ela mantém operações em 17 países fora do Brasil e pretende investir US$ 7,5 bilhões no exterior até 2010. Sua produção fora do Brasil gira em torno de 260 mil barris de petróleo e gás por dia, mas a empresa pretende triplicar este volume até 2010.


15/12/2004

Fonte: Agência de Notícias Brasil Árabe

 

Avisos Licitações

07/10/2022

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

03/02/2023

MPF divulga pregão eletrônico para aquisição de água mineral para unidade no PI

O Ministério Público Federal (MPF) torna público o...

03/02/2023

Licitação para ampliação do aeroporto de Cachoeiro pode sair neste ano

O projeto de reforma e ampliação do Aeroporto Muni...

03/02/2023

Raquel Lyra abre nova licitação de R$ 303 milhões. Saiba para qual finalidade

O Governo do Estado abriu uma licitação de R$ 303....
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita