Palácio do Planalto passará por reforma


O G1 apurou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu fazer a restauração do Palácio do Planalto, para preservar o patrimônio e resgatar as características básicas do projeto. O arquiteto Oscar Niemeyer, que elaborou o projeto original, será responsável pelo plano da reforma, que terá início em 2008.
Nos próximos 15 a 20 dias, o governo fará a contratação do projeto de restauração. A licitação das obras está prevista para meados do primeiro semestre do ano que vem. A conclusão deve ocorrer no último ano do governo, em 2010.
Com as obras, a Presidência da República e todos os órgãos governamentais que utilizam as dependências do Palácio do Planalto (como a Casa Civil e as secretarias de Relações Institucionais e de Comunicação Social) serão deslocados para outros locais de Brasília, preferencialmente prédios públicos. Ainda não está definido em qual local despachará o presidente Lula.
A reforma do Palácio do Planalto terá como objetivo reparar as instalações elétricas, hidráulicas, além dos revestimentos internos e externos.
O valor da obra só será definido após a contratação do projeto que será pago com recursos da União e terá acompanhamento da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).
História
O Palácio do Planalto foi inaugurado em 21 de abril de 1960. A construção do prédio, que tem quatro pavimentos e 36 mil metros quadrados, começou em 10 de julho de 1958.
A distribuição das dependências da sede do governo federal é a seguinte: no primeiro andar, estão localizadas a recepção, a portaria e o comitê de imprensa. No segundo, os salões Leste, Nobre, Oeste (onde ocorrem as cerimônias), a Sala de Reuniões (local de reuniões amplas) e a Secretaria de Comunicação Social. O gabiente do presidente e os assessores diretos estão localizados no terceiro andar. No quarto, estão instaladas o Gabinete de Segurança Institucional, a Casa Civil, e as outras secretarias.

Reforma do Alvorada
No primeiro mandato, o Palácio da Alvorada passou também por uma reforma que durou mais de um ano. As obras foram feitas pela Associação Brasileira de Infra-Estrutura e Indústrias de Base (Abdib), sob orientação do Iphan, e não utilizou recursos públicos.
A reforma teve custo para a Abdib de R$ 18,4 milhões e durou de dezembro de 2004 a março de 2006. Foram restauradas, principalmente, as partes hidráulica e elétrica da residência oficial. Enquanto o Alvorada passou pela reforma, Lula morou na Granja do Torto.


15/10/2007

Fonte: Gazeta On Line

 

Curso Licitações

01/01/2024

Cursos On Line AO VIVO - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso On Line Ao Vivo da Nova Lei de Licitação e...

29/01/2024

Curso On Line - Ao Vivo de Formação de Analista de Licitação e Contratação Pública

O Curso de formação Analista de Licitação ONLINE A...

15/03/2024

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública - Florianópolis/SC

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita