Novo estudo atrasa licitação para o transporte coletivo


A Secretaria de Obras e Transportes iniciou no ano passado uma série de testes de integração cujos resultados seriam utilizados na elaboração do edital de concorrência pública para o transporte coletivo. A previsão era que o processo fosse concluído até o final do ano passado, mas a licitação está atrasada devido ao novo estudo que será feito com os usuários.
Segundo o secretário Renê Soares, o projeto do edital está pronto, mas o prefeito Silvio Félix (PDT) solicitou que fosse feita aferição das linhas com usuários. A empresa que fará esse estudo será a vencedora de um processo licitatório que já está em andamento e deverá ser concluído entre 30 e 60 dias.
Na prática os usuários responderão às entrevistas que serão realizadas nos próprios ônibus pelos funcionários da empresa contratada. O objetivo é saber se o perfil das linhas continua atendendo às necessidades da população. “Na verdade vamos fazer uma pesquisa de origem e destino para saber o que podemos ainda alterar no edital de licitação”, explicou.
Com a realização deste estudo, Soares informou que o novo prazo da abertura da concorrência pública ficará sendo até o final deste ano.

MUDANÇAS
A Gazeta apurou que o diretor de Trânsito e Transportes, Luiz Carlos Silveira, que estava à frente da elaboração do edital deixou o cargo há cerca de 30 dias. O secretário informou que sua saída se deve a problemas particulares, mas não houve interferência no atraso da licitação. “Na verdade é preferível demorar um pouco mais e fazermos uma aferição das linhas de ônibus do que corrermos o risco de implantarmos um sistema que prejudique os usuários”, afirmou.
Soares adiantou que o edital prevê que a empresa vencedora coloque abrigos em todos os pontos de ônibus, disponibilize acesso para os portadores de necessidades especiais. Problemas como superlotação e demora deverão ser resolvidos porque o novo sistema de transporte coletivo terá um terço a mais das linhas disponíveis atualmente.

TARIFA
Sobre o possível reajuste na tarifa do ônibus pleiteado pelas viações Limeirense e Rápido Sudeste, o secretário informou que o prefeito não está disposto a autorizar o aumento na ordem de 26,5%.
A planilha de custos acompanhada do pedido de aumento foi protocolada há uma semana na Secretaria de Obras e Transportes. Agora o processo está na Secretaria da Justiça para análise e não há prazo para devolução. Caso o pedido seja autorizado, a tarifa passaria de R$ 1,70 para R$ 2,15. (ESS).


07/05/2006

Fonte: Gazeta de Limeira

 

Avisos Licitações

20/04/2024

Prefeitura de Gurupi publica licitação para construção da nova Rodoviária

Foi publicado na edição do Diário Oficial de Gurup...

20/04/2024

Governo vai construir mais 11 pontes de concreto em todo o Estado

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logísti...

20/04/2024

Prefeitura de Caxias abre nas próximas semanas licitação para implantar telemedicina

A Prefeitura de Caxias do Sul abre nas próximas se...

20/04/2024

Prefeitura insiste na revitalização do Bariri: nova licitação já foi publicada

Publicada a nova licitação para a construção do Pa...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita