Nenhum País revela os gastos com a Segurança Presidencial


Único integrante do Palácio do Planalto a falar ontem sobre os R$ 55 mil gastos com cartão corporativo por um segurança de Lurian, filha do presidente Lula, o coronel Homero Zanotta, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), disse a Zero Hora que todas as despesas têm justificativas claras.

ZH - Como o GSI avalia a divulgação dos gastos do segurança da filha do presidente?
Homero Zanotta - Nenhum país do mundo revela os gastos com a sua segurança presidencial. No caso de Florianópolis, os dados podem não envolver a segurança nacional, mas envolvem a segurança pessoal da filha do presidente.

ZH - O que o senhor tem a dizer em relação aos gastos?
Zanotta - Todas as despesas são legais, têm processo de prestação de contas e serão examinadas para ver o que levou a cada uso do cartão. Há situações em que não há como esperar uma licitação. Vamos supor que o portão eletrônico do escritório do GSI tenha deixado de funcionar. Esse problema não pode aguardar um processo licitatório.

ZH - Houve exagero de gastos?
Zanotta - Não se pode julgar os gastos como um todo. Tem que ser examinada cada despesa para ver o que levou ao gasto.


06/02/2008

Fonte: Zero Hora

 

Avisos Licitações

01/01/2024

Cursos On Line AO VIVO - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso On Line Ao Vivo da Nova Lei de Licitação e...

29/01/2024

Curso On Line - Ao Vivo de Formação de Analista de Licitação e Contratação Pública

O Curso de formação Analista de Licitação ONLINE A...

15/01/2024

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública - Florianópolis/SC

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita