Mulher de Lino Rossi é acusada por fraude em licitação em MT


O Ministério Público de Mato Grosso pediu a indisponibilidade dos bens de uma empresa de Querli Batistello, mulher de Lino Rossi (PP-MT), deputado acusado de participar da máfia dos sanguessugas.
O pedido se baseia em investigações feitas pela Câmara Municipal de Luciara (1.163 km de Cuiabá), que indicaram que a empresa venceu uma licitação fraudulenta para fornecer produtos hospitalares à cidade.
Também foi pedida a indisponibilidade dos bens do prefeito de Luciara, Nagib Elias Quedi (PP), e de outros três servidores públicos municipais suspeitos de terem articulado a suposta fraude.
A Folha não conseguiu localizar ontem Querli Batistello.
No gabinete de Rossi, um assessor informou que ele estava viajando. Rossi nega ser beneficiário da máfia dos sanguessugas.
A reportagem deixou recado na casa do prefeito Nagib Elias Quedi em Luciara. Até a conclusão desta edição, não houve resposta.


26/01/2007

Fonte: Folha de São Paulo

 

Avisos Licitações

15/07/2024

Prefeitura vai contratar projetos de mais 70 ruas para pavimentação urbana e rural

Concórdia – O prefeito de Concórdia, Rogério Pache...

14/07/2024

Prefeitura de Naviraí busca empresas para assumirem contratos milionários de plantões médicos

A Prefeitura de Naviraí – a 361 km de Campo Grande...

14/07/2024

Projeto Cidade da Polícia: município se reúne com Estado e licitação para obra está próxima

A Prefeitura de Passo Fundo detalhou, no último di...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita