MP investiga irregularidade em licitação do aterro


O promotor Wanderlei Willig está investigando uma denúncia de que a empresa santa-cruzense Conesul, que recolhe o lixo urbano de Cachoeira do Sul, deveria também compactar e aterrar os restos depositados no Aterro Sanitário Municipal, na localidade de Ferreira, conforme licitação realizada em 2001. A denúncia formalizada pelo engenheiro florestal Eduardo Minssen alerta que a Conesul se recusou de prestar parte do serviço licitado, a de cuidar do aterro, "ficando apenas com o filé, o recolhimento do lixo da cidade", diz Minssen. Ele tem razão, o serviço foi licitado novamente ainda em 2001, quando a empresa Tonini Vieira, de Cachoeira do Sul, assumiu o serviço no aterro.
Minssen também alertou o Ministério Público sobre a licitação realizada no início deste ano pelo prefeito Marlon Santos para o mesmo serviço, alegando que a licitação que contemplou Tonini Vieira na administração passada estava irregular. "A empresa Terra Fácil, vencedora do processo seletivo, é do irmão do dono da Conesul", disse Minssen. O secretário municipal de Administração, Osvaldo Trojahn, disse não estar informado sobre a licitação de 2001, que teve como vencedora a Conesul e prometeu fazer um estudo da documentação. Já o promotor Willig afirmou ainda não ter analisado a denúncia, mas antecipou que o possível parentesco entre os proprietários da Terra Fácil e da Conesul, ambos prestadores de serviços ao Município, não tem nada de irregular.


24/11/2005

Fonte: Jornal do Povo

 

Curso Licitações

02/02/2023

Prefeitura de SP abre licitação para manutenção das ciclovias da capital

A Prefeitura de São Paulo, através da SMT (Secreta...

01/02/2023

Prefeitura divulga edital de licitação para construção de um novo ESF Caçador

Os moradores do bairro Caçador ganharão uma nova s...

01/02/2023

Prefeitura de Taubaté revoga licitação para compra de material escolar

A prefeitura de Taubaté revogou a licitação para c...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita