MP avalia licitação de transporte coletivo


O novo modelo de licitação para o sistema de transporte coletivo de Manaus foi apresentado na sexta-feira ao Ministério Público Estadual para apreciação. O modelo que será licitado significa uma transição entre o atual e o que foi sugerido em um estudo técnico encomendado pela Prefeitura Municipal de Manaus aos técnicos da UNB (Universidade Nacional de Brasília).
“O estudo da UNB propõe, por exemplo, que haja apenas 17 linhas alimentadoras em direção ao Centro de Manaus. Isso significaria uma mudança muito brusca para a população que não tem confiança no sistema”, disse o diretor-presidente do Imtu (Instituto Municipal de Transportes Urbanos), Marcelo Ramos, explicando por que a prefeitura de Manaus vai licitar um outro modelo.
De acordo com Ramos, mesmo assim haverá melhorias significativas. A licitação será aberta para empresas que atuam em âmbito nacional e internacional. A operação de todas as 230 linhas de ônibus de Manaus será licitada de uma só vez.
Entre os pontos polêmicos está a possibilidade de reajuste da tarifa. “O edital não prevê esta possibilidade, a tarifa máxima para concorrer na licitação é de R$ 2,00, quem tentar um preço acima disso não vai pontuar”, garantiu Ramos.

Reajuste da tarifa
O Ministério Público ainda apresentou dúvidas sobre a forma de reajuste da tarifa, mas o IMTU vai manter uma discussão continuada sobre o assunto, mantendo o MPE a par de todas as informações.
O segundo ponto debatido é a gestão operacional do sistema, se continua funcionando como hoje, com linhas levando as pessoas do bairro ao Centro ou mudando com a proposta da UNB, com linhas de transbordo. “A transição nos fará chegar ao ideal no futuro”, confirmou Ramos.
O terceiro ponto diz respeito à proposta de licitação. A previsão é que as empresas participem através de consórcio. “O que ficou em aberto é a quantidade mínima de empresas que participarão da concorrência em cada consórcio e a relação entre elas, já que os consorciados não podem ser parentes”, observou o diretor presidente.
O Instituto Municipal de Transportes Urbanos vai apresentar uma justificativa de cada um dos três itens polêmicos, mas independente disso o prefeito Serafim Corrêa vai apresentar o cronograma completo ainda nesta segunda-feira.


01/07/2007

Fonte: Jornal do Commércio

 

Curso Licitações

21/02/2024

Prefeitura de Coremas lança licitação de mais de R$ 800 mil para comprar pneus

A Prefeitura de Coremas lançou uma licitação de ma...

20/02/2024

PBH publica edital para construção de espaço de convivência no Padre Eustáquio

A Prefeitura de Belo Horizonte abriu licitação pa...

21/02/2024

DAE abre licitação para ampliação e construção de elevatórias de esgoto

A DAE Jundiaí abriu licitação para ampliação e ade...

21/02/2024

Cruzeiro do Sul fará nova licitação para coleta de lixo

A falta de lixeiras e alguns containers danificado...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita