Moradores de condomínios protestam contra licitação


Cerca de 200 moradores se concentraram neste sábado em frente ao Setor Habitacional Jardim Botânico para protestar contra a licitação de 32 lotes vazios em quatro condomínios da região. Os manifestantes estavam vestidos de preto, segurando faixas e seguindo ao som de um trio elétrico. Duas das três faixas da avenida principal da DF 001 foram interrompidas e o trânsito no local ficou lento até às 11h.
De acordo com a subsíndica do condomínio Estância Jardim Botânico, Andréa Duarte, o objetivo da manifestação é protestar contra o preço que será cobrado pelos terrenos. “Estamos totalmente insatisfeitos. Vamos recorrer à Justiça para tentar suspender a venda dos lotes”, disse. Apesar de muita indignação dos moradores, o ato foi tranqüilo e seguiu com o apoio da Polícia Militar. Eles prometem nova manifestação nesta terça-feira (10) em frente à Terracap.
Para a funcionária pública Maria Auxiliadora Gomes, de 48 anos, moradora do condomínio San Diego, o valor estabelecido no edital é absurdo. A funcionária participou da manifestação junto com a família. "O governo deveria fazer a venda direta nos parcelamentos. Não somos invasores, só optamos por condomínios por falta de oferta de moradia para a classe média em outros locais", explicou Maria Auxiliadora.

Polêmica
No início do mês, a Terracap lançou o edital que prevê a venda de 32 lotes nos condomínios Estância Jardim Botânico, Califórnia, Portal do Lago Sul e San Diego, no Lago Sul. O problema é que os espaços que serão vendidos foram comprados por terceiros.
Vários moradores, que adquiriram os lotes dos proprietários originais, reclamam e afirmam que a Justiça já havia decidido que a área reclamada pela Terracap de fato pertencia aos moradores. Porém, a informação foi rebatida pela empresa que, por meio de sua assessoria de imprensa enfatizou que a propriedade da terra está registrada em cartório.
Na sexta-feira (6), a Terracap garantiu que a licitação para venda de lotes vai acontecer. A empresa informou que possui as escrituras de terrenos dos condomínios. A presidente da Terracap, Maria Julia Monteiro, afirmou que os primeiros 32 lotes serão licitados já no próximo dia 10. Esses terrenos, que variam de 580 m² a 1.200 m², podem atingir o valor máximo de R$ 181 mil. “São todos lotes vazios. Essa primeira licitação será feita em terrenos vagos”, afirmou.
Segundo a presidente, pessoas que compraram o lote e construíram apenas o muro não terão prioridade na venda. “Se o cidadão não mora no local, não há necessidade de dar prioridade a ele. Estamos dando oportunidade para que os terrenos entrem na legalidade”, disse. A Terracap informou também que os mais de dois mil lotes previstos para a região serão licitados este ano. “Teremos três etapas. Cada uma vai seguir um calendário. A idéia é que até o fim do ano o processo esteja concluído”, avaliou.


07/01/2006

Fonte: Correio Braziliense

 

Curso Licitações

13/06/2024

Curso On Line - Ao Vivo de Formação de Analista de Licitação e Contratação Pública

O Curso de formação Analista de Licitação ONLINE A...

15/03/2024

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública - Florianópolis/SC

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

14/06/2024

Prefeitura de Araraquara lança licitação da segunda fase das obras na Via Expressa

A Prefeitura de Araraquara publicou, nesta quinta,...

13/06/2024

Licitação da obra da nova ponte entre São Valentim do Sul e Santa Tereza será aberta no dia 3 julho

A informação foi confirmada pelo prefeito de São V...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita