Licitação prevê bilhete único em Sumaré


A Prefeitura de Sumaré abriu processo licitatório para regularização do transporte coletivo na cidade. O edital que prevê tanto a concessão do transporte coletivo como as permissões para os alternativos foi publicado sábado. Com a regularização, a prefeitura pretende implantar até o final do ano o chamado bilhete único, que vai permitir aos usuários do sistema usar mais de um ônibus por determinado período pagando uma única passagem.
Segundo o diretor de Transportes da prefeitura, Paulo Zeraik, a empresa que vencer o processo e os permissionários vão ter o prazo de até seis meses a partir da assinatura do contrato para instalar as catracas eletrônicas e implantar o sistema de integração.
Por meio do bilhete único será permitido aos usuários pelo período de uma hora usar mais de um ônibus desde que em sentido de marcha. “Não vai valer, por exemplo, para a pessoa que quiser ir e voltar do Centro com a mesma passagem. O bilhete único é para aqueles que precisam usar mais de um ônibus para ir ao seu destino e com ele a pessoa vai poder integrar em qualquer ponto do município”, explicou.
O diretor explicou que o sistema deve beneficiar entre 15% a 20% da população. Hoje, segundo dados da secretaria, os alternativos atendem aproximadamente 256 mil usuários mês. Já o transporte coletivo, cerca de 200 mil usuários mês. O edital prevê ainda a manutenção da tarifa de R$ 2,10 até o final do ano. “Se estiver com o sistema de automação funcionando, a partir de 1º de janeiro de 2009 a tarifa passaria para R$ 2,20”, disse.
O bilhete único vai funcionar por meio de um cartão smart que vai contabilizar o tempo disponível para a integração. De acordo com Zeraik, foi incluído no edital estudo técnico que prevê uma reformulação das linhas visando dar mais agilidade ao transporte. Os alternativos vão trabalhar como complementação dos coletivos em horários e linhas definidas de acordo com a demanda. O número de alternativos também será reduzido de 41, hoje cadastrados na prefeitura, para 29 permissionados. A redução está prevista em lei para regularização do sistema aprovada pela Câmara em 2006. “A expectativa é de que melhore o atendimento à população, que possa aumentar o fluxo de veículos e reduzir o tempo de espera. Até o final do ano esperamos que esteja tudo funcionando”, disse.
A intenção é de que a integração possa ser estendida aos intermunicipais. “A integração do sistema de transporte coletivo já vem sendo discutida dentro da Câmara Temática de Transportes da RMC (Região Metropolitana de Campinas) e vamos conversar com a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) dentro das possibilidades”, disse.


11/03/2008

Fonte: Todo Dia

 

Avisos Licitações

15/07/2024

Processo de licitação para obras no Parque Ecológico Bernardo Sayão, no Lago Sul, é aberto

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (...

15/07/2024

Licitação para aluguel de 400 ônibus para São José dos Campos (SP) fracassa pela quinta vez

A tentativa de São José dos Campos, no interior de...

15/07/2024

Prefeitura vai contratar projetos de mais 70 ruas para pavimentação urbana e rural

Concórdia – O prefeito de Concórdia, Rogério Pache...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita