Licitação para Unicamp sai em 1 semana


O edital de concorrência pública para a construção do novo câmpus da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) será aberto na próxima semana. Segundo o reitor José Tadeu Jorge, uma reunião realizada em Campinas no último sábado serviu para avançar os estudos pedagógicos. Os cursos existentes em Limeira terão novidades que beneficiarão a população local através de assistência.
Na manhã de ontem o reitor esteve no Centro Superior de Tecnologia (Ceset) acompanhado de conselheiros da Unicamp integrantes da Câmara Administrativa. Apesar de serem discutidos assuntos internos, representantes da instituição também visitaram a área do novo câmpus. Em entrevista à Gazeta, o reitor informou que a construção está dentro do cronograma previsto e que o processo de licitação será aberto na próxima semana para que então se iniciem as obras. Como ocorreu em outras unidades, ele assegurou que em sete meses, o local terá estrutura que permitirá o início das aulas em março de 2007, com a abertura de 700 vagas.
Paralelo às questões administrativas, Jorge informou que os estudos acadêmicos para o câmpus de Limeira também estão adiantados. No último sábado, por exemplo, já foram definidas as disciplinas básicas, a que todos os alunos, independente dos cursos escolhidos, terão acesso.
O reitor informou que a proposta pedagógica está sendo montada sob uma ótica moderna que sugere uma formação humanista, abrangente e cidadã, considerando sempre questões sociais e ambientais. “Um profissional universitário tem que ter estes aspectos em mente durante a sua formação e no exercício da sua função”, enfatizou. Na prática, este projeto representa um contato mais próximo entre estudantes e a população.
Assim como ocorre em Campinas, que presta principalmente atendimento social na área da saúde, Limeira terá serviços semelhantes de acordo com os cursos implantados. Para consolidar este trabalho, focado na qualificação profissional, Jorge explicou que a proposta acadêmica para o novo câmpus prevê ainda uma integração maior entre todos cursos.
SUGESTÃO
Pela sugestão que será votada em junho pela comissão da própria universidade, o câmpus de Limeira poderá ter até 18 cursos sendo que três serão inéditos em todos o País. Engenharia de Manufatura, existente somente na Alemanha e na Inglaterra, Design Industrial (formato inédito no País) e também de Restauro e Conservação serão as novidades, sendo que o local deverá ser dividido nas áreas de Engenharia, Administração, Ciências, Arte, Cultura e Patrimônio e Saúde.
Durante a elaboração da lista de sugestões, Jorge destacou que houve grande preocupação em trazer para Limeira cursos não oferecidos em Campinas.
INVESTIMENTO
O investimento nos primeiros quatro anos será de R$ 80 milhões, sendo R$ 20 milhões por ano. A primeira parcela já foi liberada pelo governo estadual. A partir do quinto ano, a cota-parte da Unicamp na arrecadação do ICMS do Estado, que atualmente é de 2,19%, será acrescida de 0,05%, que corresponde aproximadamente a R$ 20 milhões anuais em valores de hoje. (ESS)

Alunos pedem melhorias
Durante a chegada do reitor a Limeira, alguns estudantes se mobilizaram utilizando cartazes e panelas e reivindicaram igualdade entre o tratamento dado ao câmpus de Campinas e ao Ceset, melhorias no transporte e também assistência para alunos carentes, como moradia.
Jorge, no entanto, informou que os pedidos já estão sendo estudados, mas as providências serão tomadas de acordo com o orçamento da instituição. (ESS)


05/04/2006

Fonte: Gazeta de Limeira

 

Curso Licitações

02/02/2023

Prefeitura de SP abre licitação para manutenção das ciclovias da capital

A Prefeitura de São Paulo, através da SMT (Secreta...

01/02/2023

Prefeitura divulga edital de licitação para construção de um novo ESF Caçador

Os moradores do bairro Caçador ganharão uma nova s...

01/02/2023

Prefeitura de Taubaté revoga licitação para compra de material escolar

A prefeitura de Taubaté revogou a licitação para c...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita