Licitação para compra entre órgãos públicos pode acabar


Os três níveis de Governo poderão ser autorizados a comprar bens de órgãos de sua administração indireta sem licitação, desde que o preço contratado seja compatível com o praticado no mercado. A medida está prevista no Projeto de Lei 3954/04, da deputada Selma Schons (PT-PR). A proposta está na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, onde aguarda a designação de um relator.
A atual legislação (Lei 8883/94) impede a Administração Pública de comprar ou contratar serviço de seus próprios órgãos sem licitação, mesmo nos casos em que a entidade tenha sido criada para suprir as demandas do Estado. "A modificação beneficiará as inúmeras sociedades de economia mista e empresas públicas criadas por estados e municípios após 1994, que hoje não podem contratar diretamente sequer com o Poder Público que as instituiu", afirma a autora do projeto.
Tramitação
A matéria, que tramita em caráter conclusivo, será analisada ainda pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.


21/08/2004

Fonte: Agência Câmara

 

Curso Licitações

29/11/2023

Licitação para a construção do primeiro piscinão deverá ser lançada em 30 dias

A Prefeitura de Campinas trabalha com a previsão d...

29/11/2023

Central de compras realiza licitação para confecção de fardamento

O IFCE, por intermédio da Central de Compras Carir...

28/11/2023

Pontes BR-319: DNIT reabre licitação de R$ 11,5 milhões para terceirizar supervisão

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Trans...

28/11/2023

Cajamar abre Licitação para resolver alagamento na Av. Tenente Marques

A Prefeitura de Cajamar anunciou nesta terça-feira...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita