Justiça também suspende a maior licitação da prefeitura


O juiz Valter Alexandre Mena, da 3ª Vara da Fazenda Pública, concedeu ontem liminar suspendendo a licitação para o serviço de varrição de ruas realizada pela Prefeitura de São Paulo.
Na última sexta, o TCM (Tribunal de Contas do Município) já tinha suspendido a concorrência, a maior a ser concluída no primeiro ano da gestão José Serra (PSDB), com custo anual previsto em R$ 260 milhões.
Pelo cronograma, os envelopes com as propostas das empresas seriam abertos hoje.
A decisão judicial atendeu ao pedido da Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), que apontou irregularidades no edital feito pela Secretaria Municipal de Serviços.
A Abrelpe solicita prorrogação de prazo para abertura dos envelopes após mudanças na capacidade técnica exigida para limpeza de feiras livres.
As duas decisões -do TCM e da Justiça- obrigam a prefeitura a manter o atual contrato de emergência firmado com oito empresas, que já fazem o serviço de varrição desde abril de 2002.
A Secretaria de Serviços informou ontem à noite que ainda não foi citada sobre a decisão.


17/11/2005

Fonte: Folha de São Paulo

 

Avisos Licitações

15/04/2024

CPTM abre nova licitação para manutenção de nove trens da série 9000

A CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitano...

15/04/2024

Sorriso: prefeito diz que 5ª licitação é preparada e policlínica deve ser hospital

O prefeito Ari Lafin (PSDB) anunciou, hoje, que a ...

15/04/2024

Licitação para reconstrução da Ponte do bairro 25 de Julho será lançada até o fim de abril em..

Até o fim desta semana deve ser encaminhado para o...

15/04/2024

Licitação do viaduto de acesso à Planaltina tem data marcada

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita