Governo quer acelerar construção de hidrelétricas


O governo deverá custear a realização de estudos de impacto ambiental adicionais que estão sendo exigidos pelos governos de Goiás e Paraná para liberar licenças ambientais para a construção de usinas hidrelétricas. A liberação das obras é importante para evitar falta de energia entre 2007 e 2009. Para garantir o abastecimento, o governo espera que entrem em funcionamento 45 usinas hidrelétricas já licitadas, mas ainda sem licença ambiental. Essas usinas podem gerar 13.037 MW.
O problema é que 24 delas, 38,7% da capacidade de aumento de geração, têm problemas na liberação do licenciamento. Um dos problemas para a liberação é a exigência de estudos mais completos (e mais caros) dos que o que o Ibama exige. Os órgãos ambientais de Goiás e do Paraná pedem aos empreendedores privados que compraram as concessões das usinas a apresentação de estudos que envolvem a análise do impacto da construção nas bacias de vários rios, e não apenas na do rio onde ficará a barragem.
Ainda não foi definido como será o financiamento desses estudos. Uma das possibilidades é que a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), estatal criada no novo modelo para planejar o setor, fique responsável pela realização dos estudos em rios federais.


10/09/2004

Fonte: Monitor Mercantil Conjuntura

 

Curso Licitações

28/05/2024

Prefeitura lança edital de licitação para obras de pavimentação de 32 ruas em Triunfo; obras..

A Prefeitura de Triunfo, lançou o edital de licita...

28/05/2024

Licitação para concessão de água e esgoto em Divinópolis será em julho

A Prefeitura de Divinópolis publicou o edital para...

28/05/2024

Lajeado Novo lança licitação milionária para material de escritório

A Prefeitura de Lajeado Novo anunciou um
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita