Governo pretende assumir investimento em rodovias


Brasília – O governo do Estado pretende assumir os investimentos das rodovias, hoje pedagiadas. O diretor-geral do DER (Departamento de Estradas e Rodagens), Rogério Tizzot, disse ao Hoje que esse compromisso está incluído na proposta de “pedágio de manutenção”, defendida pelo governador Roberto Requião.
“Não dá para o governo prometer fazer para amanhã. Nesta linha de raciocínio, seria distorcer os fatos. As obras de ampliação seriam feitas pelo governo com recursos do Estado”, explica.
Diante da polêmica que envolve a cobrança de pedágio no Paraná desde o início do ano, a própria ABCR (Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias) tem se posicionado disposta a discutir a proposta apresentada pelo governador e se diz “aberta ao diálogo”.
A intenção do governador é reduzir o valor das tarifas de pedágio em até 70%. Para isso, ele propõe a criação de um “pedágio de manutenção”, que restringe às concessionárias a obrigação de “manter a rodovia em boas condições em termos de pavimento, sem problemas de depressões, nem pensar em buraco. Além disso, a sinalização tem que estar em boas condições, mantida de forma que propicie conforto ao usuário”, resume Tizzot.
“Não existe ainda uma formalização de negociação nessa linha. O que existe é uma discussão em aberto de redução das tarifas e uma forma de tornar o sistema sustentável”, acrescenta o diretor do DER.

DEFICIÊNCIA
Tizzot reconhece que, hoje, existe um déficit enorme de rodovias que têm que ser recuperadas. “O governo anterior optou por viabilizar os ‘grupos de empreiteiros’ com rodovias pedagiadas e deixou de investir”, aponta. “No governo anterior de Requião (1991-1994) recebemos as rodovias com 33% em estado ruim e entregamos com 5%. Passaram-se oito anos e as rodovias chegaram a 40% em estado ruim”.
O diretor do DER admite que a intenção é discutir o assunto com as concessionárias ainda este ano, mas que não há datas agendadas. “O Estado também pode investir. Faz uma licitação pelo menor preço e executa a obra”, acrescenta. “Os investimentos novos serão realizados de acordo com os recursos do Estado”.


24/08/2004

Fonte: Jornal Hoje

 

Curso Licitações

13/06/2024

Curso On Line - Ao Vivo de Formação de Analista de Licitação e Contratação Pública

O Curso de formação Analista de Licitação ONLINE A...

15/03/2024

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública - Florianópolis/SC

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

14/06/2024

Prefeitura de Araraquara lança licitação da segunda fase das obras na Via Expressa

A Prefeitura de Araraquara publicou, nesta quinta,...

13/06/2024

Licitação da obra da nova ponte entre São Valentim do Sul e Santa Tereza será aberta no dia 3 julho

A informação foi confirmada pelo prefeito de São V...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita