Governo planeja implantação de pedágio na MT-130


Várzea Grande - O governo de Mato Grosso está realizando um estudo de viabilidade técnica, econômica, financeira e social para avaliar a implantação de pedágio na rodovia MT-130, entre os municípios de Primavera do Leste, Poxoréu e Rondonópolis e, posteriormente, de Primavera do Leste e Paranatinga. Essa rodovia foi pavimentada com recursos estaduais e deverá ter a instalação de pedágio. Para saber qual a viabilidade, o Governo contratou uma empresa especializada de Minas Gerais para fazer um levantamento, que vai indicar se o modelo de gestão será uma concessão total ou em Parceria Público Privada (PPP).
No caso de uma concessão o governo entrega a rodovia para ser administrada por uma empresa privada, após um processo licitatório, com prazo determinado no contrato de 15 ou 20 anos, por exemplo.
Nesse modelo a rodovia contará com a instalação de pedágio, onde será cobrada uma tarifa de pedágio. Porém, na avaliação do governo os benefícios para a população da região serão grandes. A rodovia quando é administrada por uma empresa privada, exige itens essenciais como ambulância, veículo guincho 24 horas, corpo de atendimento, além de espaços para o governo estadual colocar uma balança e posto da Polícia Rodoviária Estadual. “Ela vai cobrar o pedágio e tem o compromisso de manter a rodovia e alguns compromissos.”
A empresa que faz o estudo vai ouvir a população local sobre a proposta e tem a incumbência de informá-la sobre as vantagens oferecidas com a concessão da rodovia.
A MT-130 foi asfaltada pelo Governo do Estado com recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab). Num trecho de 111 quilômetros de pavimentação entre Rondonópolis/Poxoréu/Primavera do Leste (entroncamento com a BR 070), inaugurado no final do ano passado. O custo da obra foi de R$ 18,6 milhões.
Já o segundo trecho está entre Primavera do Leste/ Paranatinga. O trajeto é de 141 km, sendo que 81 km foram construídos pelo atual governo. O investimento foi de R$ 27,7 milhões.
O secretário Vilceu Marcheti fez questão de ressaltar que o governo estadual está realizando dois estudos distintos e com objetivos diferentes. Os levantamentos no caso da MT-130 estão mais adiantados e trata-se de possível concessão em rodovia asfaltada somente com recursos estaduais. O outro estudo, recém-iniciado, pretende definir o modelo de gestão nas rodovias pavimentadas em parceria, via consórcios rodoviários.
Assim que a empresa contratada concluir o trecho da rodovia entre as cidades de Primavera do Leste/ Poxoréu/ Rondonópolis dará início ao outro trecho entre Primavera do Leste/Paranatinga.


08/09/2007

Fonte: Jornal O Documento

 

Avisos Licitações

14/03/2023

Cursos On Line AO VIVO - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso On Line Ao Vivo da Nova Lei de Licitação e...

15/03/2022

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

24/03/2023

Governador lança edital de licitação para construção do novo Trevo Catuaí, em Maringá

O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou...

24/03/2023

Receita autoriza abertura de licitação para construção de Porto Seco em Ponta Porã

A Receita Federal do Brasil publicou hoje (24) no ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita