Governador lança edital de licitação para construção do novo Trevo Catuaí, em Maringá


O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta sexta-feira (24), em Maringá, no Noroeste do Estado, a licitação do novo Trevo Catuaí, que vai receber o nome Viaduto Divanir Braz Palma. A obra resolve um gargalo na região central da cidade, no entroncamento entre a BR-376, a PR-317 e a Avenida João Pereira, e tem prazo de conclusão de dois anos após ser iniciada. Ela está no pacote de investimento de R$ 3,4 bilhões, anunciado no começo do ano.

O governador salientou que a obra vai resolver o problema histórico no entroncamento urbano e rodoviário do município. “O trânsito no local toma muito tempo das pessoas que utilizam a região para ir e vir da sua casa, e no local acontecem muitos acidentes”, afirmou. “A obra também deverá melhorar a logística das empresas, pois ali é um parque industrial importante de Maringá. E nessa parceria estamos tirando do papel esse sonho antigo da cidade”.

A licitação do Trevo Catuaí será na modalidade Contratação Integrada, a mesma utilizada na Ponte de Guaratuba, que prevê a elaboração de projeto básico, projeto executivo de engenharia e a execução da obra pela empresa vencedora.

O edital utiliza como base um anteprojeto de engenharia doado ao Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) pela Prefeitura de Maringá e vai possibilitar também melhorias de acesso à PR-323 a partir da cidade, além de permitir que o tráfego de longa distância pela BR-376 aconteça sem interrupções

A obra vai substituir o atual Trevo do Catuaí, nas proximidades do Shopping Catuaí, por um viaduto (interseção em desnível). A BR-376 será rebaixada e serão implantadas duas passagens superiores, ligando a PR-317 e a Avenida João Pereira, que servirão como uma rotatória para acessar vias municipais e comércios locais. O projeto inclui ainda a execução de duas passarelas para pedestres e vias marginais na BR-376.

O orçamento é sigiloso, conforme previsto em lei, visando estimular as empresas interessadas a estudarem cuidadosamente a documentação do edital para elaborarem suas propostas.

"O novo Trevo Catuaí é essencial para o desenvolvimento de Maringá. É uma demanda antiga de uma região importante. Com os recursos assegurados, em breve teremos a empresa contratada e as obras em andamento", afirmou o secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Ricardo Barros.

"Era uma grande demanda da população. O viaduto, sem cruzamento, vai acelerar o tráfego e garantir segurança. É um sonho não só da cidade, mas de toda a região Noroeste", afirmou o prefeito de Maringá, Ulisses Maia.

NOVA PONTE – O governador também autorizou a licitação para a construção de uma ponte sobre o Ribeirão Pinguim, entre Maringá e Sarandi. A estrutura liga a Avenida Mario José de Faria Ferraz, zona Sul de Maringá, com a Avenida Nova São Paulo, em Sarandi, e vai receber investimento de R$ 5,1 milhões do Governo do Estado.

Com a rápida expansão da zona urbana da região, a ligação entre Maringá e Sarandi se tornou um problema para a população há alguns anos. No local, já existe uma ponte antiga e precária, sem pavimentação e de difícil acessibilidade. Para resolver essa questão, serão investidos R$ 5,59 milhões na obra, sendo R$ 5,13 milhões de aporte do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística, e R$ 456 mil da Prefeitura de Maringá.

A ponte será construída sobre o Ribeirão Pinguim, ligando a Avenida Mario José de Faria Ferraz, zona Sul de Maringá, com a Avenida Nova São Paulo, em Sarandi. Serão duas pontes em concreto armado e protendido com pista dupla e extensão de 361 metros, sendo uma para cada sentido. Além disso, será executada uma estrutura de contenção para estabilização do aterro.

Ela terá pistas duplicadas trazendo mais agilidade e conforto para o deslocamento dos moradores. A Avenida Mario José de Faria Ferraz já possui previsão de duplicação e pavimentação em Maringá, sendo que a via na mesma diretriz viária já está duplicada no lado de Sarandi. Desta forma, será criado um novo corredor logístico até o centro de Maringá.

Com a urbanização e os loteamentos surgindo em ambas regiões dos municípios, a nova ligação também vai servir como nova alternativa às passagens já existentes e hoje sobrecarregadas, como a Avenida Colombo, principal via de acesso entre Maringá, Sarandi e a BR-376.

O processo de licitação, assim como execução dos serviços, será de responsabilidade do município. Já o DER/PR ficará com a supervisão e fiscalização da execução do convênio.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade os secretários estaduais do Planejamento, Guto Silva, e da Justiça e Cidadania, Santin Roveda; o diretor-presidente do BRDE, Wilson Bley Lipski; os deputados federais Beto Preto, Sargento Fahur e Sandro Alex; os deputados estaduais Doutor Batista, Evandro Araújo, Tiago Amaral, Soldado Adriano José e Do Carmo; o reitor da UEM, Leandro Vanalli; o presidente da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) e prefeito de Ângulo, Rogério Bernardo; o presidente da Associação Comercial e Industrial de Maringá (Acim), José Carlo Barbieri; o presidente da Associação dos Magistrados do Brasil, Frederico Mendes Júnior; o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, desembargador Wellington de Moura; o assessor da presidência da Gol, Alberto Fajerman; e vereadores da cidade.


24/03/2023

Fonte: Agência Estadual de Notícias do Paraná

 

Curso Licitações
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita