Ex-prefeito condenado por fraude em licitações


O ex-prefeito de Itamaracá Joel de Barros Monteiro Júnior foi condenado a seis anos de prisão em regime semi-aberto por crime nas licitações. Outras três pessoas foram condenadas pelo mesmo crime: a presidente da comissão permanente de licitação do município, Sandra Maria da Silva Paiva, (dois anos e oito meses, mais malta de 2,5% em cima do valor total do contrato), e os membros da comissão Suely Maria de Paiva Monteiro e Vilma Maria Ayres Soares (dois anos e seis meses e multa de 2%).
Além da pena de seis anos em regime semi-aberto, o ex-prefeito também foi condenado a pagar multa no valor de 3% sobre o valor total do contrato, mais os termos aditivos. As mulheres poderão ter a reclusão revertida em penas alternativas. Eles vão prestar serviços a comunidade pelo mesmo período de tempo. Além disso, foram suspensos os direitos políticos de todos os acusados, que poderão recorrer em liberdade.
A condenação foi feita pela juíza Anna Regina Lemos de Barros que julgou a denúncia oferecida ao Tribunal de Justiça pela Procuradoria-Geral. Uma auditoria do Tribunal de Contas do estado realizada durante a operação Eleições constatou irregularidades em um contrato, no valor de R$114 mil.


08/11/2007

Fonte: Pernambuco.com

 

Curso Licitações
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita