Estudos sobre licitação do transporte coletivo em Canoas


Canoas (RS) - Com intuito de apresentar à comunidade os resultados técnicos sobre o processo de licitação e da concessão do serviço de transporte coletivo urbano, a Prefeitura de Canoas, através da Secretaria Municipal de Transportes e Serviços Públicos (SMTSP), realizou na última segunda-feira, 10, audiência pública.
Na ocasião, os estudos técnicos realizados desde o início do ano pela Magna Engenharia destacaram a análise técnica, pesquisas operacionais e modelagem do sistema coletivo convencional, bem como, cenários que incluem, o atual, o de racionalização, tronco – alimentação e o de bacias operacionais. Em duas horas e meia de encontro, questionamentos também foram levantados como acessibilidade a idosos e portadores de deficiência, gratuidades e infra-estrutura. A plenária que aconteceu no auditório do Arquivo Público reuniu representantes de entidades, empresas e autoridades do município.
Na abertura da audiência, o secretário da SMTSP, Varner Araújo, informou que a meta traçada é a racionalização do transporte coletivo de Canoas, além da revisão do atual sistema. “Como modelo de proposta, visamos oferecer um menor tempo de espera, de viagem, como também uma maior freqüência de horários”, disse Araújo. Com a pesquisa realizada foi detectado que a frota necessária para atender a demanda do município é de 109 ônibus, destes 99 para operação contínua e 10 para reserva técnica. Os veículos devem circular 23 mil quilômetros, diferentemente dos 24 mil quilômetros atuais. O estudo também apontou que o número de viagens aumentará de 2.070 para 2.298 e haverá ainda uma diminuição no tempo de embarcação e deslocamento, apresentando uma redução de 28%.
De acordo com o engenheiro responsável pelo estudo técnico, Mogli Carlos Veiga, a racionalização é o cenário mais adequado para Canoas. Segundo Veiga, a Magna Engenharia chegou a esta conclusão devido a uma metodologia multicriterial sugerida pelo Banco Internacional para a Reconstrução e o Desenvolvimento (Bird), priorizando uma análise técnica de um transporte econômico, urbanístico e sócio-ambiental. O próximo passo é a publicação do edital, que ocorrerá 15 dias após a audiência pública.


12/12/2007

Fonte: Correio de Noticias

 

Avisos Licitações

23/04/2024

PG abre licitação de quase R$ 8 mi para formar 'muralha digital'

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa abriu uma l...

23/04/2024

Ceasa-ES anuncia abertura de licitação para solução de controle e acesso

Na última quarta-feira (17), a Centrais de Abastec...

23/04/2024

PMJP fará licitação para construir ponte Mangabeira-Valentina

Abrindo as comemorações do aniversário de 41 anos ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita