Estado investirá R$ 11 milhões em ações emergenciais na segurança


Em ações emergenciais para atendimento da área de Segurança Pública em Mato Grosso, o Governo do Estado está investindo R$ 11,2 milhões que serão aplicados na aquisição e locação de equipamentos, veículos, fardamento e armamento. No total, o Plano Emergencial de Segurança Pública prevê investimentos de R$ 102 milhões em quatro anos.
Em reunião nessa terça-feira, na Secretaria de Justiça e Segurança Pública, o governador Blairo Maggi discutiu com o secretário de Justiça e Segurança Pública, Carlos Brito, secretários da equipe econômica, diretores e comandantes, as demandas e necessidades mais urgentes para a área.
Entre as demandas mais urgentes está a aquisição de fardamento para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. Serão adquiridas 6 mil fardas, cujo processo licitatório já foi iniciado e a primeira etapa já cumprida, com a amostra dos itens exigidos no edital. O credenciamento, que possibilita o direito de manifestação das empresas participantes do pregão está marcado para o dia 27 de junho, às 8h30, na Sala de Pregões, da Superintendência de Aquisições Governamentais da Secretaria de Administração. A comissão tem até o dia 20/06 para apresentar o laudo de avaliação das amostras.
Soldados e cabos em todo o Estado serão beneficiados com a compra do fardamento, uma antiga reivindicação dos policiais e bombeiros. Serão adquiridos todos os tipos de fardamento, desde uniforme de instrução completo, coturno, uniforme de instrução ambiental, macacão motociclístico até cobertura, para todas as unidades, inclusive os batalhões especializado como o Batalhão de Operações Especializadas (BOpE), Ronda Ostensiva Tático-Motorizada (Rotam), Comando de Ações Rápidas (CAR), masculino e feminino, num total de seis mil unidades.
Diante das prioridades para a área de Segurança Pública atingindo todos as corporações e órgãos envolvidos, Maggi autorizou a equipe econômica, formada pelos secretários de Administração, Geraldo de Vitto, de Fazenda, Waldir Teis, e de Planejamento e Coordenação Geral, Yênes Magalhães, a análise da viabilidade de concurso público. A demanda apresentada pela Sejusp quanto ao provimento de vagas no concurso é para atendimento da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Técnica.
“Dentre as diversas necessidades apresentadas ao governador, a mais importante para a Segurança Pública será essa análise para possibilidade de realização do concurso público”, destacou Brito.
Para atender à demanda por veículos para as polícias Militar e Civil, a Sejusp vai locar 326 novas viaturas que serão destinadas à região da Grande Cuiabá e ainda atenderá alguns municípios do Interior.
Outras 100 motocicletas serão adquiridas para reforçar o policiamento de ação rápida, e ainda, mais 11 camionetes destinadas ao Interior do Estado onde a necessidade de veículos com mais estrutura é necessária devido à precariedade das estradas. Mais dois "rabecões" também serão adquiridos, o que trará mais reforço aos trabalhos da Polícia Técnica e redução no tempo-resposta das ações.
Os investimentos emergenciais que contam com recursos da Secretaria Nacional de Segurança Pública, como no caso da compra dos rabecões, ainda asseguram a aquisição de armamentos que serão destinados ao BOpE e à Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), cujos equipamentos estão defasados e no caso das Operações Aéreas, os atuais apresentam especificações inadequadas para o uso em atividades aéreas. Do atual fuzil utilizado pelo Ciopaer no helicóptero Águia Dois, que pesa cerca de sete quilos, a Sejusp irá adquirir armamento com aproximadamente dois quilos, garantindo mais segurança e agilidade durante manuseio.
As operações aéreas também ganham um reforço nesse pacote de investimentos com a locação de um helicóptero, cujo pregão para registro de preço foi realizado no dia 22 de maio. A locação da aeronave foi decidida após levantamento que apontou serem muito altos os custos com manutenção e seguro da máquina, além do preço da aquisição.
A utilização da aeronave será compartilhada entre Sejusp e a Secretaria de Meio Ambiente para de fiscalização ambiental, que têm como necessidade essencial cobrir rapidamente regiões de Mato Grosso em curto espaço de tempo, reduzindo o tempo de resposta e ampliando a capacidade de prevenção e combate aos crimes. Atualmente, o Estado conta com apenas um helicóptero, o Águia 2 e um avião bimotor.
O governador Blairo Maggi destacou que os investimentos emergenciais vêm atender às necessidades que surgem cotidianamente e estão sendo aplicados conforme a capacidade de endividamento do Poder Executivo. ”Em um plano emergencial, temos que destacar a prioridade das prioridades, e a situação da Segurança Pública é preocupação constante do Governo, pois as angústias são compartilhadas e a responsabilidade por melhorar os índices para a população também devem ser partilhadas”, finalizou Maggi.


13/06/2007

Fonte: Só Noticias

 

Avisos Licitações

15/04/2024

CPTM abre nova licitação para manutenção de nove trens da série 9000

A CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitano...

15/04/2024

Sorriso: prefeito diz que 5ª licitação é preparada e policlínica deve ser hospital

O prefeito Ari Lafin (PSDB) anunciou, hoje, que a ...

15/04/2024

Licitação para reconstrução da Ponte do bairro 25 de Julho será lançada até o fim de abril em..

Até o fim desta semana deve ser encaminhado para o...

15/04/2024

Licitação do viaduto de acesso à Planaltina tem data marcada

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita