Entrega de leite foi suspenso por problemas com licitação


A secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo suspendeu, em todo o Estado, a distribuição de leite às crianças carentes através do Projeto Vivaleite devido a problemas com o processo licitatório para contratação de empresas fornecedoras do produto. Em Rio Claro, segundo a responsável pelo projeto, Débora Helen Fiocco, há informação de que não haveria entrega do alimento nesta sexta-feira, porém, as famílias receberam o leite. Mas a entrega nesta segunda-feira continua incerta.
No município são beneficiadas pelo projeto 916 crianças e, por mês, são distribuídos 13.740 litros de leite. A entrega do leite é feita as segundas, quartas e sextas-feiras. Como a etapa do processo de licitação ainda não foi concluída, as crianças correm o risco de ficar sem o alimento no início desta semana.
"Esta situação não envolve a prefeitura e nem as unidades de saúde e sim o Governo do Estado. As pessoas ficam revoltadas, mas a prefeitura não tem culpa", diz Débora.
A família é inserida no projeto por recomendação de pediatra da rede pública, caso a criança tenha desnutrição, ou por questão sócio-econômica. Para participar do programa VivaLeite a família deve ter renda mensal de até R$ 600,00 e ser composta por duas crianças entre seis meses e seis anos e oito meses de idade. "Tem municípios que já estão sem o alimento. As famílias são carentes e precisam do leite, às vezes, a renda não chega nem aos R$ 600,00", destaca.
A assessoria de imprensa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado divulgou nota explicando que a situação deverá ser normalizada na próxima semana. "Os pregões foram realizados no início do mês e 34 empresas foram habilitadas. Concluída a etapa dos lances, falta a adjudicação e a homologação dos processos para posterior contratação das empresas", diz o comunicado.
Conforme a assessoria, este processo está previsto para ser concluído na terça-feira. A normalização na entrega dependerá do cronograma dos municípios, afirma a assessoria.
Em nota, a secretaria afirma ainda que um dos problemas para a realização do pregão foi o aumento no preço do leite. Em 2007 o leite foi adquirido por cerca de R$ 0,99. Este ano o litro está a R$ 1,41. O aumento fez a Secretaria readequar o processo licitatório, assim, não foi possível terminar a licitação antes do vencimento dos contratos anteriores, o que causou a interrupção.


29/03/2008

Fonte: Jornal Cidade

 

Curso Licitações

19/06/2024

Governo do Estado lança licitação para requalificação do Parque de Pituaçu

A licitação para requalificação do Parque Metropol...

19/06/2024

Palhoça autoriza licitação para novo hospital municipal

O prefeito Eduardo Freccia (PSD) anunciou nesta qu...

19/06/2024

Eletronuclear prevê licitação de Angra 3 para primeiro semestre de 2025

BRASÍLIA – O presidente da Eletronuclear, Raul Lyc...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita