Empresa local vence licitação do Campus do Imes/Fafica


A abertura dos envelopes do processo licitatório, da modalidade tomada de preços, foi realizada na manhã de ontem, na sede da faculdade.
A empresa vencedora foi a única a ter a proposta aberta, porque as outras duas que participaram do certame, Carol Construtora Ltda.; e Construtora Sudano Ltda., foram inabilitadas porque não apresentaram todos os documentos solicitados no edital do processo.
A proposta da Alexandre Manfrin Engenharia foi de R$ 1.491.952,35. Por esse valor, a empresa deve deixar o bloco 1 pronto para a instalação de parte da instituição de ensino. O valor engloba o fornecimento de material necessário na obra e mão-de-obra.
O proprietário da empresa, Alexandre Manfrin, contou que aguarda o prazo para a regularização da documentação e assinatura do contrato para iniciar os trabalhos no local.
“Agora tenho de esperar o prazo legal para a elaboração da documentação que deve variar entre 15 e 20 dias, e a ordem de serviço para começar a trabalhar no campus”, completa.
De acordo com o edital da licitação, a empresa terá de entregar o prédio pronto em 60 dias contados da emissão da ordem de serviço.
A diretora da faculdade, Cibelle Rocha Abdo, comemorou o resultado do processo de licitação e foi otimista com relação ao início das obras. “Estamos finalizando a documentação para que possamos chamar a empresa para assinar o contrato e começar a obra o mais rápido possível. Acredito que até o dia 24 já tenhamos começado”, analisou.
O prefeito Afonso Macchione Neto (PSDB) destinou verba de R$ 1,5 milhão à Fafica para a conclusão do bloco. O dinheiro deverá ser devolvido à administração.

Bloco 2
A diretora da Fafica, Cibelle Rocha Abdo, declarou em entrevista ao NM que já pensa em abrir licitação em 2008 para conclui também o bloco 2 do campus. Com isso seria possível que a faculdade fosse totalmente transferida para aquele ponto da cidade.
Para o bloco 1 irão os cursos que funcionam hoje no prédio da Rua Maranhão que será ocupado pela Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec).
“O segundo bloco terá custo bastante inferior para ser concluído porque o que é mais cara é a parte de laboratórios, instalação de telefonia, internet, rede de esgoto, obras de acessibilidade. O bloco 2 terá apenas salas de aula, por isso o acabamento é mais barato”.
Cibelle espera que, com a mudança de parte da Fafica para a região do Clube de Campo, haverá fortalecimento comercial nas imediações.
“O campus funcionando lá impulsionará o desenvolvimento daquela região que de certa forma, está parada. Com certeza pontos comerciais deverão se instalar na região”, completou.


15/09/2007

Fonte: Noticia da Manhã

 

Curso Licitações
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita