Edital para túneis na 101 sai este mês


O Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT) lança este mês o edital de elaboração do projeto dos dois túneis que serão construídos no Morro dos Cavalos, em Palhoça, dentro da obra de duplicação da BR-101 Sul.
E até o final do ano saem os editais para execução de outras duas obras da rodovia: a travessia da Lagoa de Cabeçudas, em Laguna, e o túnel do Morro do Formigão, em Tubarão.
Essas quatro obras especiais são as únicas da duplicação da rodovia em que os processos de licitações sequer estavam finalizados. Eles esbarraram em debates com os órgãos ambientais, culturais e indígenas. No projeto de duplicação, também está pendente o lote 29, onde as obras estão paradas por questões contratuais.
Ontem, o superintendente do DNIT em Santa Catarina, João José dos Santos, anunciou que a elaboração dos projetos dos trabalhos na Lagoa de Cabeçudas (Laguna) e no Morro do Formigão (Tubarão) já estão quase concluídos. A previsão é que finalizem em maio.
Com isso, o DNIT ficará habilitado a elaborar o edital de construção das duas obras, que deve ser lançado até fim do ano. Em Laguna, será construída uma ponte para travessia sobre a lagoa numa extensão de pouco mais de um quilômetro. Na obra em Tubarão, o túnel terá 400 metros de extensão.
A parte mais atrasada da duplicação é o Morro dos Cavalos, onde a rodovia passa por território indígena. O edital de projeto será apresentado apenas agora em fevereiro. Cada um dos dois túneis terá pouco mais de um quilômetro.
No total da obra, já foram aplicados R$ 400 milhões e serão investidos mais R$ 300 milhões este ano. A pista é interrompida sempre que há detonações de rochas, todas as terças e quintas-feiras, entre meio-dia e 14h, em Palhoça. A partir de 15 de março serão realizadas também aos sábados no mesmo horário. Não haverá detonações e interrupções no tráfego durante o Carnaval, entre 16 e 21 de fevereiro.
Obra está parada entre Araranguá e Sombrio
Outra parte da rodovia onde a obra está temporariamente parada é no lote 29, entre Araranguá e Sombrio. Houve a rescisão de contrato com a empresa executora e está em processo de regulamentação do segundo colocado na licitação. Falta só a nova empreiteira apresentar a documentação do seguro garantia.
É um tipo de caução, comum em construções. O governo pede 5% do valor da obra como garantia de que a empresa não abandonará os trabalhos após receber o dinheiro.
Por outro lado, os 28 quilômetros do lote 27 devem ficar prontos ainda esse ano com a pista liberada ao tráfego. Com isso será possível fazer a restauração completa da pista antiga neste trecho, que corta as cidades de Içara, Criciúma e Sangão.


01/02/2007

Fonte: Diário Catarinense

 

Curso Licitações

23/04/2024

PG abre licitação de quase R$ 8 mi para formar 'muralha digital'

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa abriu uma l...

23/04/2024

Ceasa-ES anuncia abertura de licitação para solução de controle e acesso

Na última quarta-feira (17), a Centrais de Abastec...

23/04/2024

PMJP fará licitação para construir ponte Mangabeira-Valentina

Abrindo as comemorações do aniversário de 41 anos ...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita