Dnit terá de fazer outra licitação para Estrada do Taim


O Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (Dnit) terá de fazer outra licitação para retomar a obra de recomposição na BR-471, no trecho que atravessa a Estação Ecológica do Taim, paralisada desde fevereiro. A empresa Sconntec Construções de Obras Ltda, de Curitiba, que venceu a concorrência e iniciou o trabalho em abril de 2003, rescindiu o contrato. O cronograma era de que o serviço fosse concluído em setembro do mesmo ano. Ou seja, dois anos atrás.
A expectativa do coordenador regional do Dnit/RS, Marcos Ledermann, é de conseguir concluir o processo de licitação ainda este ano. O pedido já foi encaminhado ao governo federal, dentro do Plano Integrado de Revitalização, e a estimativa é de que leve até três meses para realização. Os recursos, obtidos junto ao Banco Mundial, estão disponíveis. A obra tem custo total de R$ 4 milhões. Até novembro do ano passado havia sido liberado R$ 1,6 milhão.
Conforme Ledermann, apenas 30% do trabalho foi feito. Nos 2,2 quilômetros contínuos do lado esquerdo da faixa, sentido Rio Grande/Santa Vitória do Palmar - local que teve 25% da estrutura de sustentação comprometida pela erosão - foram utilizados 5,2 mil metros cúbicos de blocos rochosos. Mas a obra parou por aí.
A justificativa para a morosidade no processo de recomposição do acostamento, por parte da Scontecc, foi o transporte do material, oriundo do Capão do Leão. Teve também um período de retaguarda, quando foram alterados detalhes do contrato com a empresa, o que também contribuiu para o retardamento do serviço. Depois de interromper o trabalho por sete meses, a Scontecc pediu rescisão contratual, sob o argumento de que não teria condições de prosseguir com a obra.
ESTAÇÃO
As chuvas fortes registradas este ano não prejudicaram a Estação Ecológica do Taim. Pelo contrário, serviram para manter o nível de água e facilitar o ambiente para as aves aquáticas, população mais significativa nesta estação. Segundo o chefe da Estação, Amauri de Sena Motta, cisnes-do-pescoço-preto e coscorobas são as espécies em maior número. As aves migram da Patagônia na primavera e ocupam o Taim. Algumas preparam os ninhos e as que chegaram há cerca de duas semanas já têm até filhotes.
CURSO
Motta informa que se inicia em duas semanas o curso de Brigada de Incêndio, que vai formar 14 profissionais para atuar na Estação do Taim por seis meses, na prevenção e combate a incêndios florestais. O objetivo é evitar ocorrência de novas queimadas, como a que ocorreu no verão passado.


01/10/2005

Fonte: Diário Popular

 

Avisos Licitações

07/10/2022

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

03/02/2023

MPF divulga pregão eletrônico para aquisição de água mineral para unidade no PI

O Ministério Público Federal (MPF) torna público o...

03/02/2023

Licitação para ampliação do aeroporto de Cachoeiro pode sair neste ano

O projeto de reforma e ampliação do Aeroporto Muni...

03/02/2023

Raquel Lyra abre nova licitação de R$ 303 milhões. Saiba para qual finalidade

O Governo do Estado abriu uma licitação de R$ 303....
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita