Dnit recebe propostas até terça


Depois de quase quatro anos da assinatura do primeiro edital de licitação, a obra de duplicação e restauração da BR-101 nos trechos entre o Rio Grande do Norte e a Pernambuco finalmente dá sinal de seu início. De acordo com o aviso da abertura de concorrência publicada no Diário Oficial da União, ainda no dia 12 de maio deste mês, a entrega das propostas dos interessados será feita até o dia 21, terça-feira, na sede o Departamento Nacional de Infra-Estrutura Terrestre (Dnit).
De acordo com o coordenador da 14ªUnidade de Infra-Estrutura Terrestre do Dnit (14ªDnit/Unit), José Narcélio Marques, até a primeira semana de agosto já se deve ter conhecimento das vencedoras que realizarão as obras. Marques diz que, devido à grande quantidade de empresas inscritas pode acontecer de haver mais algum atraso burocrático, mas que não será tão longo quanto os anteriores. Cerca de 60 empresas de atuação nacional compareceram à 14ªUnit, em Natal, para pegar seus atestados de visitas à BR-101, para se habilitarem na primeira fase da participação na licitação, que é uma pesquisa prévia de reconhecimento da área da rodovia a ser duplicada.
Em sua totalidade, a obra de duplicação da rodovia, está dividida em oito lotes. Dois no Rio Grande do Norte (lotes 01 e 02), três na Paraíba (lotes 03, 04 e 05) e mais três em Pernambuco (lotes 06, 07 e 08). Nesta primeira etapa, estão sendo licitados as obras dos lotes 01, 05 e 06. O primeiro lote no RN corresponde ao trecho que vai do viaduto de Ponta Negra, na Zona Sul de Natal, até a entrada da RN-061, na cidade de Arês, que possui uma extensão de 46,2 quilômetros. O segundo lote a ser duplicado, no estado da Paraíba, fica entre a entrada para a PB-025 até a divisa com Pernambuco, com 54,9 quilômetros. O terceiro e último lote que entra na licitação tem 41,4 quilômetros e vai da divisa pernambucana até a entrada para a PE-035.
O valor total da duplicação no RN está estimado em R$ 250 milhões, incluindo as indenizações a serem pagas pelas desapropriações. No projeto do Dnit está prevista, ainda, a construção de três passarelas entre o viaduto de Ponta Negra e o Aeroporto Augusto Severo: uma em frente ao Hiper Bompreço, outra entre os bairros Cidade Satélite e Nova Parnamirim e mais uma em frente ao aeroporto. Além disso, a pista atual será melhorada e a nova será de concreto.
Uma vez iniciada a obra, a previsão de conclusão será de dois anos e meio. Ao todo, a duplicação da BR 101 entre Natal e Palmares (PE) vai consumir R$ 1,7 bilhão em recursos federais para duplicar e melhorar a qualidade de 335 quilômetros e estradas.
Marques explica que este será o trecho mais difícil de ser realizado porque é o que possui o maior número de desapropriações. Para que sejam realizadas, o Dnit vai expedir uma portaria considerado aquelas áreas de utilidade pública. Sobre as inúmeras reclamações dos proprietários de comércios que se dizem prejudicados ele explica que o mesmo aconteceu há 4 anos com obras de duplicação, mas que os comércios melhoraram. ‘‘Todos podem ficar tranqüilos porque não há nenhuma intenção do Dnit em prejudicá-los’’.


20/06/2005

Fonte: Diário de Natal

 

Avisos Licitações

01/01/2024

Cursos On Line AO VIVO - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso On Line Ao Vivo da Nova Lei de Licitação e...

29/01/2024

Curso On Line - Ao Vivo de Formação de Analista de Licitação e Contratação Pública

O Curso de formação Analista de Licitação ONLINE A...

15/03/2024

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública - Florianópolis/SC

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita