Diebold Procomp entra com recurso para ter direito a concluir testes na licitação dos telecentros


SÃO PAULO _ A Diebold Procomp, que venceu a licitação dos telecentros do Ministério das Comunicações para fornecer os microcomputadores, servidores e periféricos, entrou com recurso junto à pasta para ter direito a novos testes. Segundo a companhia, os testes realizados na semana passada foram conturbados pela pressão dos concorrentes e não tiveram tempo hábil suficiente para serem concluídos.
A empresa nega a informação que tem circulado no mercado de que ela não tenha atendido às especificações do edital e, por isso, corra o risco de ser desclassificada. "O produto atende a todas as especificações", afirmou Carlos Alberto Pádua, vice-presidente de tecnologia da Diebold.
Segundo ele, a pressão dos concorrentes, que desde o leilão - realizado no dia 28 de dezembro - afirmam que a companhia não preenche os requisitos se deve ao fato de se tratar de "um projeto muito grande", afirmou.
A parte da Procomp nessa licitação é de cerca de R$ 110 milhões em equipamentos, a maior fatia no processo total. "Há poucos projetos desse porte hoje em dia no mercado", disse ele, em entrevista ao Valor Online, explicando porque acredita no protesto das rivais.
Segundo Pádua, o interesse dos fabricantes desclassificados é que o governo cancele essa licitação e comece o processo novamente para que tenham nova chance. De acordo com a ata de realização do pregão, companhias como Positivo e Itautec também participaram da disputa.
Pádua afirma, entretanto, que "não há razão para que a licitação seja cancelada" e que acredita em uma nova chance para que a Procomp refaça os testes. Ele contou que os primeiros testes foram do hardware em si e esses "foram concluídos a contento", segundo ele. No momento de rodar os softwares, no entanto, "o tempo que restou foi insuficiente" e o processo contou com a pressão dos concorrentes, disse.
A companhia reitera que "tem plena consciência de que os produtos atendem às exigências" e espera por uma nova data para os testes. A assessoria do ministério informa apenas que o processo está nas mãos da equipe técnica e só depois do laudo dessa equipe a pasta vai decidir se dá uma nova chance à Diebold ou a considera desclassificada.
A companhia venceu a licitação para fornecer 54 mil microcomputadores e 5,4 mil servidores que vão equipar os 5,4 mil telecentros que o governo quer implantar em todo o país ao longo deste ano. A Procomp também venceu a disputa para a entrega das impressoras a laser, que serão fabricadas pela Lexmark, e dos estabilizadores, de fabricação da MicroSol.


17/01/2007

Fonte: Valor OnLine

 

Curso Licitações

15/07/2024

Prefeitura vai contratar projetos de mais 70 ruas para pavimentação urbana e rural

Concórdia – O prefeito de Concórdia, Rogério Pache...

14/07/2024

Prefeitura de Naviraí busca empresas para assumirem contratos milionários de plantões médicos

A Prefeitura de Naviraí – a 361 km de Campo Grande...

14/07/2024

Projeto Cidade da Polícia: município se reúne com Estado e licitação para obra está próxima

A Prefeitura de Passo Fundo detalhou, no último di...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita