Contrato da Cobra com a Dataprev teve licitação


Brasília - A Cobra Tecnologia foi contratada pela Dataprev por meio de concorrência pública que foi concluída em agosto deste ano, informou ontem o presidente da empresa, Leandro Vergara. Diferentemente do publicado no caderno de TI da Gazeta Mercantil no último dia 30, a Cobra não figura na lista de empresas que foram contratadas este ano por ministérios e órgãos vinculados, sem passarem por processo de concorrência pública.
"Ao contrário do informado pela reportagem, o contrato de prestação de serviços entre a Cobra Tecnologia e a Dataprev, firmado em setembro de 2004, foi conquistado em processo licitatório, seguindo todos os procedimentos pertinentes a este tipo de operação", destacou o executivo. A empresa, que é controlada pelo Banco do Brasil, sagrou-se vencedora numa disputa sem concorrentes. Foi a única empresa no mercado a apresentar uma proposta para prestar o serviço de aluguel de mainframe e software para a Dataprev.
O processo de escolha da Cobra começou efetivamente em dezembro de 2003 e inaugurou uma nova etapa na gestão da prestadora do serviço de processamento de dados da Previdência Social.
Depois de 30 anos sempre enfrentando a dependência tecnológica da Unisys, a Dataprev - pressionada pelo Tribunal de Contas da União e demais órgãos de fiscalização e controle - teve de realizar uma licitação para escolher um substituto no mercado de processamento de grande porte.
Em meio ao processo de análise da proposta apresentada pela Cobra, a Dataprev passou por um momento crítico, quando foi obrigada a desclassificar seu único concorrente ao contrato. A Cobra teria apresentado um "preço excessivo", segundo o resultado de julgamento da licitação 02/2004 publicado no Diário Oficial do dia 21 de maio.
Sem outras empresas na disputa, restou à Dataprev utilizar o parágrafo único do artigo 48 da lei de licitações (8.666) que lhe assegurou o direito de conceder um novo prazo para a Cobra apresentar um valor mais baixo pela prestação do serviço. Em agosto deste ano, a integradora do Banco do Brasil apresentou uma proposta de R$ 138,2 milhões, aceita pela Dataprev, que publicou no dia 15 de setembro o extrato de contrato.
A Cobra, de acordo com o documento, prestará por 36 meses o serviço de integração de soluções de tecnologia da informação para "alocação e suporte a recursos computacionais" (em ambiente mainframe) e garantirá o armazenamento e a continuidade do processamento de dados da Previdência. Como a Cobra não dispunha de computadores de grande porte para tal tarefa, nem tampouco os softwares necessários à execução do trabalho, decidiu subcontratar a Unisys, que no final das contas permaneceu indiretamente prestando o serviço para a Dataprev.


02/12/2004

Fonte: Gazeta Mercantil

 

Curso Licitações

27/01/2023

Senai abre licitação para desenvolvimento de software com blockchain

O Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industri...

26/01/2023

S.A.PLATINA: Prefeitura abrirá licitação para pavimentação do Jardim Altvater

A prefeitura de Santo Antônio da Platina lançará n...

26/01/2023

Licitação para Serviços continuados de Recarga e Manutenção de Extintores

A Pró-Reitoria de Administração da Universidade Fe...

26/01/2023

Licitações do transporte público e coleta de resíduos serão em fevereiro

Duas grandes licitações estão agendadas para o mês...
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita