Compras Governamentais fortalecem pequenas empresas de MS


CAMPO GRANDE - O Programa Compras Governamentais implantado em Mato Grosso do Sul já beneficiou cerca de 250 micro e pequenas empresas dos setores: confecção, calçados, metalurgia, refrigeração, móveis escolares e plásticos injetável, gerando em torno de mil empregos diretos.
O Compras Governamentais, que começou a vigorar no Estado em 1992, é um processo de licitação do governo do Estado, em que apenas empresas de micro, pequeno e médio porte podem concorrer, desde que sejam habilitadas pelo Sebrae e atendam uma série de pré-requisitos do governo como estar em dia com todas as suas obrigações tributárias.
Segundo o consultor do Sebrae em Mato Grosso do Sul, Floriano Medeiros Sarrat, o Programa segue o modelo implantado em 1992 no Ceará e foi adaptado para a realidade local. “O Sebrae verifica com o governo do Estado as necessidades de compras e articula a realização de convênios, realizando o cadastro de micro e pequenas empresas para participarem do programa. Essas empresas recebem capacitação gerencial e tecnológica”.
O superintendente do Sebrae no Estado, Laurindo Faria Petelinkar, acredita que a parceria tem ajudado a fortalecer as microempresas. “O governo do Estado tem procurado prestigiar as empresas locais. Essa é uma maneira de estimular nossas empresas e de fazer que o recurso investido fique no Estado ajudando a gerar mais emprego e distribuição de renda para a população”.
Laurindo ressalta que dessa maneira o programa contribui para o fortalecimento e o desenvolvimento da economia. “A partir do momento que solicitamos os serviços dessas empresas elas se tornam mais competitivas e qualificadas, pois investem em mão-de-obra, tecnologia e começam a visualizar um novo mercado. No modelo de licitação antigo dificilmente as empresas locais conseguiam espaço, pois era difícil disputar com concorrentes de estados maiores, como São Paulo e Paraná, por exemplo”.
Para o superintendente, além de indutor da qualidade, produtividade e capacitação tecnológica, o Compras Governamentais deve ser visto como um forte instrumento de fomento ao desenvolvimento das micro e pequenas empresas, pois abre mercado para as empresas locais, proporciona a modernização de suas estruturas de produção e gestão, utilizando melhor os recursos físicos, humanos e financeiros.
Antecipação garantida
Há 25 anos trabalhando no setor moveleiro, o proprietário da Indústria de Móveis Moderna, Luiz Carlos Tobias, disse que o programa ajuda bastante a pequena empresa, pois antecipa 50% do valor total do serviço. “Nem sempre a gente tem dinheiro suficiente para comprar o material necessário, com essa parceria o Sebrae antecipa uma entrada e na hora da entrega dos produtos recebemos o restante”.
O empresário trabalhou durante 16 anos como assalariado e há nove anos conseguiu montar seu próprio negócio. Hoje emprega 16 pessoas e em alguns períodos chega a contratar até 40 temporários. “Além do trabalho realizado pela empresa agregamos alguns serviços de terceiros, aumentando assim o número de beneficiados com o Programa Compras Governamentais”. Tobias comenta que antes de participar do Programa faturava cerca de 400 mil por ano e o faturamento praticamente triplicou. “Com esse trabalho tivemos a oportunidade de investir em máquinas modernas, qualificar a mão-de-obra e já pensamos até em construir uma nova fábrica”.


09/05/2006

Fonte: Agência Sebrae

 

Curso Licitações

07/10/2022

Cursos Presenciais - Nova Lei de Licitação e Contratação Pública

O Curso Presencial da Nova Lei de Licitação e Cont...

03/02/2023

MPF divulga pregão eletrônico para aquisição de água mineral para unidade no PI

O Ministério Público Federal (MPF) torna público o...

03/02/2023

Licitação para ampliação do aeroporto de Cachoeiro pode sair neste ano

O projeto de reforma e ampliação do Aeroporto Muni...

03/02/2023

Raquel Lyra abre nova licitação de R$ 303 milhões. Saiba para qual finalidade

O Governo do Estado abriu uma licitação de R$ 303....
Notícias Informativo de Licitações
Solicite Demonstração Gratuita